Teu Sonho Logo

Sonhei com meu cabelo saindo da vagina Teu Sonho Online Interprete Seus Sonhos

Menu botão

Os Sonhos Mais Vistos

We stand with Israel

Interpretação Dos Seus Sonhos:

Sonhei com meu cabelo saindo da vagina

Qual É O Significado De Sonhei com meu cabelo saindo da vagina Em Um Sonho

O Que Significa Sonhei com meu cabelo saindo da vagina Em Um Sonho ? - Significado Dos Sonhos

Cabelo

Atração e sensualidade. Sonhar com cabelo significa que você é descuidado com seus assuntos pessoais e perderá o progresso por negligenciar a aplicação mental. Se uma mulher sonha que tem um cabelo bonito e o penteia, será descuidada em seus assuntos pessoais e perderá o progresso por negligenciar a aplicação mental. O fato de um homem sonhar que está deixando o cabelo ralo é um prenúncio de que se tornará pobre por sua generosidade e sofrerá doenças por causa de preocupações mentais. Ver seu cabelo ficar grisalho, prenuncia a morte e o contágio na família de algum parente ou amigo. Ver-se coberto de cabelos é um presságio de indulgência em vícios a ponto de excluí-lo da sociedade de pessoas refinadas. Se uma mulher, ela se resolverá em um mundo próprio, reivindicando o direito de agir para seu próprio prazer, independentemente dos códigos morais. Se um homem sonhar que tem cabelos pretos e encaracolados, ele enganará as pessoas por meio de seu endereço agradável. Ele provavelmente enganará as mulheres que confiam nele. Se o cabelo de uma mulher parece preto e encaracolado, ela será ameaçada de sedução. Se você sonha em ver uma mulher de cabelos dourados, será um amante destemido e um verdadeiro amigo da mulher. Ao sonhar que sua namorada tem cabelos ruivos, você será denunciado pela mulher que ama por sua infidelidade. Cabelo ruivo geralmente sugere mudanças. Se você vir cabelos castanhos, terá azar em escolher uma carreira.Se você vir um cabelo bem cuidado e bem penteado, sua fortuna vai melhorar. Sonhar que você corta o cabelo rente ao couro cabeludo, denota que você será generoso para com um amigo. A frugalidade será os frutos crescendo a partir daí. Ver o cabelo crescer macio e exuberante significa felicidade e luxo. Para uma mulher comparar um cabelo branco com um preto, que ela tira de sua cabeça, prediz que ela provavelmente hesitará entre duas ofertas de aparente fortuna, e a menos que ela tome muito cuidado, escolherá aquela que irá pagá-la perda ou angústia em vez de sorte agradável. Ver cabelos emaranhados e despenteados, a vida será um verdadeiro fardo, os negócios cairão e o jugo do casamento será difícil de carregar. Se uma mulher não consegue pentear o cabelo, perderá o nome de um homem digno por desnecessária demonstração de temperamento e desdém. Para uma jovem sonhar com mulheres de cabelos grisalhos, denota que elas entrarão em sua vida como rivais no afeto de um parente do sexo masculino, ou deslocarão o amor de seu noivo. Sonhar em cortar o cabelo denota sérias decepções. Para uma mulher sonhar que seu cabelo está caindo e que a calvície é aparente, ela terá que ganhar seu próprio sustento, pois a fortuna já passou. O fato de o homem ou a mulher sonhar que têm cabelos brancos como a neve denota que desfrutarão de uma jornada agradável e feliz pela vida. O fato de um homem acariciar o cabelo de uma mulher mostra que ele desfrutará do amor e da confiança de alguma mulher digna que confiará nele apesar da condenação do mundo. Ver flores em seu cabelo é um prenúncio de problemas que se aproximam, os quais, quando vierem, darão menos medo do que quando vistos à distância. Para uma mulher sonhar que seu cabelo se transforma em flores brancas, augura que problemas de várias naturezas a enfrentarão, e ela se sairá bem se fortalecer sua alma com paciência e se esforçar para suportar suas provações com firmeza. Sonhar que uma mecha de seu cabelo fica grisalha e cai é sinal de dificuldade e decepção em seus negócios. A doença vai lançar tristeza sobre as expectativas brilhantes. Ver o cabelo ficar perfeitamente branco em uma noite, e o rosto aparentemente jovem, pressagia uma calamidade súbita e profunda tristeza. Para uma jovem ter este sonho, significa que ela perderá seu amante por uma doença repentina ou acidente. Ela provavelmente sofrerá alguma indiscrição de sua parte. Ela deve ter cuidado com seus associados.

> Encontre Mais Sonhos Que Contém 'Cabelo'

Vagina

Associado à sexualidade e receptividade femininas. Você está prestes a iniciar um período em que a sorte sorri para você em tudo o que você faz. Você está entusiasmado com um novo conhecido ou conexão.

> Encontre Mais Sonhos Que Contém 'Vagina'

Insatisfeito com a interpretação do sonho?

Deixe que nossos especialistas em sonhos interpretem o seu sonho

Jonas Song Intérprete de sonhos bem conhecido. Trabalhar com a cabala (cabbala) e o significado da interpretação dos sonhos judaicos para textos escritos antigos e profundos. Conhece o verdadeiro significado do mundo oculto dos sonhos.
Jonas Song
Dani Lovekind Mystica e especialista em análise de sonhos. Ao falar sobre mística, numerologia, cura e conexão - ela é a pessoa certa com quem entrar em contato. O verdadeiro significado dos sonhos está em suas mãos.
Dani Lovekind
Gal Faitelson Conexão da alma com a compreensão dos sonhos da mente profunda. Ter vasto conhecimento do espírito humano e das necessidades da mente quando se trata de ser projetado em sonhos.
Gal Faitelson
Sarita Cesana Psicóloga, com especialização  na abordagem Transpessoal e em Eneagrama. As práticas utilizadas na Psicologia Transpessoal são: Meditação Reiki Exercícios de respiração e relaxamento Interpretação de sonhos Alinhamento de chackras Interpretação de Mandalas
Sarita Cesana

Sonhos semelhantes

Eu estava no centro de minha cidade

Eu estava no centro de minha cidade em uma praça comprando navalhas com um amigo que já faleceu e outros vendedores de artesanato,quando apareceu um rapaz loiro alto magrelo falando comigo como se eu o conhecesse mas nunca vi antes nem em sonho e nem na realidade enfim ele começou a falar que a namorada dele o traiu e se matou junto com outro cara continuamos a andar pela orla e viemos uma menina sentada olhando o mar paramos e.chegou um chimpanzé com raiva querendo comida continuamos a andar o chimpanzé noa seguiu o rapaz bateu na cabeça dele com algo depois o chimpanzé era um cachorro preto nisso a gente já tava na areia da praia e vimos uma cobra preta comendo o ovo de uma outra cobra albina elas brigaram e a cobra preta engoliu a albina logo dps estávamos na minha casa a gente tava assistindo filme apareceu um conhecido querendo compra um secador de cabelo eu falei que tinha pra vender e no sonho o secador não era o secador era uma máquina de lavar vendi pra ele mas não levou dps disso acordei com máquina de lavar fazendo barulho e entornando água no chão dps fui tomar banho e vi várias mulheres da báscula do banheiro se arrumando e uma me olhando tomando banho e eu olhando outras tomando banho também aí acordei

Sonhei que minha amiga comprava uma imagem

Sonhei que minha amiga comprava uma imagem bem pequena da pomba gira dona figueira para me presentear mas colocava no lixo e eu sem saber de nada mas como se fosse uma intuição ia no lixo e pegava então eu ficava impressionada e dizia ''como ela tem coragem de dizer que ela é feia'' a imagem era como se fosse toda em ferro e com os olhos vendados dai essa minha amiga falava ''mas eu não disse isso'' e se contradizia so que no final admitia dizendo ''mas é feia mesmo'' eu pegava essa imagem e tirava a venda dos olhos era até um pouco dificil mas assim que eu tirava ela transformava se em uma barbie loira dos olhos azuis... meus cabelos sao curtissimo e pintado de loiro quando eu olhava no espelho eles (os meus cabelos) estavam na altura dos ombros assim como da boneca obs: eu sei que ela é minha pomba gira...

Eu estava em uma espécie de lugar

Eu estava em uma espécie de lugar falso, era enorme, cheio de construções grandes e espaçosas e tinham alguns eventos culturais acontecendo por ali, uns de uma cultura tradicional meio holandesa eu acho, e outros de cultura tradicional asiática. O lugar em si parecia muito real, cheio de complexos comerciais/culturais com uma grande rua entre eles para as pessoas poderem andar e tudo mais, mas na minha cabeça eu sabia que era falso, e todos que estavam lá eram igualmente falsos, e eu os chamava de TOMs(se lê como "tuns"), tinham aqueles que pareciam pessoas normais, aqueles que estavam vestidos a caráter e fazendo aqueles eventos culturais (que envolvia roupas tradicionais, música no ambiente em que estavam (que era pela rua toda), tinha culinária e alguns rituais culturais(tipo, não era difícil achar os asiáticos com alguns lugares servindo chá no estilo tradicional)), e tinham alguns mais estranhos com fantasias de animais e uns caracterizados como médicos. E também, tinha um rio mais pro final da rua. Os TOMs, foram criados com a finalidade de me ajudar em algo, assim como todo o lugar. As construções se focavam na cor branca e cinza claro por fora, tinha uma ou outra de madeira avermelhada, mas era desbotado, tudo por lá era muito colorido, as vestes festivas, alguma decoração aqui e ali, o interior dos prédios, mas era tudo desbotado, até o céu era um azul desbotado. A única coisa que tinha mais vida e intensidade nas cores, era eu mesma, e ninguém mais por lá se vestia como eu. Eu usava roupas pretas, um preto bem escuro e forte, um coturno, calça meio larga, pra dentro do coturno, camisa preta e uma blusa grande por cima, também preta, com as mangas remangadas, e eu tava com o cabelo solto, que tinha um tom bem vivo de vermelho, minhas cores eram mais vivas do que qualquer outra cor por lá. Eu estava andando na rua, aparentemente eu tinha um lugar específico pra ir, eu fui andando pela rua e passando pelo pessoal comemorando ou apenas andando, até que eu cheguei perto do lugar que eu tinha que ir, um lugar um pouco mais afastado, tinha gente ainda, mas menos do que mais pra frente, e da onde eu tava dava pra ver o rio, aí quando eu olho pro rio, do outro lado dele eu vejo duas daquelas pessoas vestidas de animais, um, um guaxinim, e o outro eu não me lembro mas tenho quase certeza que tinha pelagem branca (e acho que tinha uma terceira pessoa também de guaxinim, que tinha o tamanho de uma criança). Eu não lembro direito o que aconteceu, mas um deles foi atingido por um deles e de alguma forma e caiu no rio, acho que foi o guaxinim menor que foi atingido pelo maior com dois socos, aparentemente desmaiou e caiu no rio, e o guaxinim maior ficou meio que brincando com o corpo, tirando ele da água, mechendo no ar, colocando na água de novo e por fim o jogou sobre seu ombro e saiu com o outro animal. Eu fiquei assustada com isso, a única coisa com uma sensação de perigo por ali, uma sensação pesada no meio da alegria das comemorações culturais e tudo mais. Eu tive a impressão de que me meteria em sérios problemas se falasse alguma coisa e revelasse que eu vi aquilo. Então, eu apenas entrei aonde tinha que entrar, passando por uma comemoração cultural asiática. O lugar era meio estranho...era uma espécie de complexo médico mas também uma casa, eu tava lá pra ver uma garota que morava lá, e aparentemente a gente estava namorando ou quase namorando. Ela era mais alta que eu (o que não é difícil já que eu no sonho era como eu na realidade ), cabelos curtos, tinha um corpo belo, pele clara e um sorriso gentil e belo, as roupas dela eram justas, e tinham tons mais suaves e claros, e tenho quase certeza que o nome dela era Penny. A gente passou por um consultório, depois por uma sala enorme e depois fomos para o quarto dela, no meio disso a gente tava tendo todo um diálogo meloso e cheio de cantadas que casais tem e essas coisas. Chegando lá, tinha mais uma garota, que se referia a si mesma como um garoto, era mais alta e mais magra, cabelos em um estilo masculino, ondulados, roupas largas em tons de verde musgo para a camisa e um marrom claro pra calça. Aparentemente essa garota é ex da minha namorada, e atualmente elas estão fazendo aquela brincadeira de escola de família, de chamar de mãe, filha, e por ai vai...elas não se chamavam dessa forma realmente, mas elas estavam nessa brincadeira, porque essa menina magra soltou uma frase assim: "Deve ser estranho saber que a seu neto é o ex da sua mulher" (ou seja, ainda tinha mais uma pessoa nesse meio sendo mãe dela e filha da minha namorada, mas essa pessoa eu não conheci). Bom, nesse meio tempo, Penny saiu do quarto, e a outra garota ficou falando um monte de coisas sobre ela, tipo, como ela ficaria bem vestida de professora, ou com grandes botas, no geral, tava na cara que ela ainda era afim ds Penny. Enquanto isso eu tava explorando a casa, ja que aparentemente era a minha primeira vez lá, e eu só estava concordando com o que ela dizia (kskskks), e as vezes complementando com algumas coisas (no geral só não me importava com o que ela tava falando e entrava na dela, sem deixar ela me irritar por ela estar falando daquela forma sobre a minha namorada ). Um tempo depois Penny voltou e a outra garota continuou falando algumas coisas, mas a Penny não levava nenhuma das coisas na maldade, só aceitava os elogios e no geral a atenção dela era pra mim. Eu ainda tava explorando o quarto, abrindo gavetas (não lembro de nada que vi nelas infelizmente ), e depois fui pra sala explorar também, lá tinha uma grande estante com coisas do pai dela, tipo, bebidas, a garota magra tinha me seguido na minha exploração, e nesse momento eu virei pra ela e falei toda animada "Caramba!! Tem Jack Daniel's??" e ela bem séria só falou "Não, só destilados."(na realidade, "destilados" se aplica a whisky e essas coisas, mas no sonho aparentemente tinha haver com uma única bebida de laranja) e daí eu olhei para as garrafas e só achei uma garrafa grande com um líquido transparente e algumas imagens de laranjas no rótulo junto com umas escritas com o nome da bebida e tudo mais. Eu fiquei meio desanimada e pensei que o pai dela era um cara sem graça (kskkskks), mas daí lá no fundo eu vi uma garrafa de Jhon Walker e pensei "Pelo menos o Jhon Walker salva...". Depois disso, encerrei minha exploração e voltamos pro quarto, e Penny pegou do armário e colocou um baita de um coturno preto envernizado com uma plataforma enorme, que era um contraste e tanto com sua paleta de cores mais suave. Ela perguntou como ela estava para a gente, e cara, ficou tão bem nela que eu e a garota ficamos totalmente sem reação. Depois de um tempo a gente conseguiu responder e falamos que ficou muito bom, e depois as três foram dar uma volta pra fora. A gente estava comentando sobre as comemorações asiáticas e tudo mais, até que a gente chegou perto de um estacionamento que estava em frente a uma grande calçada que dava acesso à uma das beiradas do rio, e nessa beirada vimos o guaxinim e o outro animal branco (o guaxinim pequeno não estava mais junto), o guaxinim estava apoiado no da pelagem branca, e eu comentei com as garotas a cena que eu vi antes de encontrar elas, aí as três ficaram assustadas, ainda mais com o fato de que ambos estavam vindo na nossa direção (eles começaram a correr do nada assim que nos viram), aí a gente começou a correr em direção a casa da Penny, e eles nos alcançaram quando a gente estava na porta, a gente entrou e assim que eles alcançaram, o guaxinim voltou a se apoiar no da pelagem branca, e vendo mais de perto, o guaxinim estava com duas manchas de sangue na roupa, uma no peito e outra um pouco abaixo e pro lado, na costela esquerda, eles passaram por nós e entraram na porta de vidro do consultório que a gente passava antes de entrar na sala da casa da Penny, e lá tinha um homem de jaleco branco, aparentemente um médico e aparentemente, o pai da Penny. Os homens tiraram as fantasias e revelaram que por baixo tinham uma roupa de policial. O que usava a pelagem branca estava com um colete a prova de balas e tinha uma arma com munição, e o guaxinim estava sem colete e sem arma, e bom, sangrando. Eu e as duas garotas ficaram olhando de fora da porta de vidro, e veio o seguinte diálogo: Pai da Penny: e então...como isso foi acontecer? Pelagem branca: sabe como é né...eu meio que atirei nele sem querer. O da pelagem branca ri despreocupado, como se isso fosse uma piada, e enquanto isso o guaxinim está com as mãos sobre os buracos de bala, com dor. Pelagem branca:Pode ajudar o meu amigo, doutor? Pai da Penny: vou fazer o que posso... Tanto o pai da Penny, eu e as meninas, percebemos que o da pelagem branca estava completamente fora de si, e baixou um clima muito tenso, já que ele poderia matar todos ali a qualquer momento, o único que não parecia nada preocupado com isso era o guaxinim, que exceto pela dor, estava completamente sério e tranquilo (ele parecia sério e tranquilo até de mais). O pai da Penny pediu para o guaxinim se aproximar, os dois foram pra perto de uma estante e o pai da Penny começou a ver o que poderia fazer sobre a situação do guaxinim, e enquanto isso o da pelagem branca encarava os dois profundamente com um sorriso tranquilo no rosto. Como a situação poderia escalonar, eu decidi fazer alguma coisa sobre o pelagem branca, me aproximei de fininho já que ele estava focado no guaxinim, e peguei e arma dele que estava em um coldre na sua cintura, ele não percebeu, e então eu voltei para as meninas. Comecei a manusear a arma com cuidado pra não atirar sem querer, já que ela estava engatilhada, e todo mundo padecia mais tranquila já que ele estava sem arma. Menos o guaxinim, que quando me viu com a arma na mão arregalou o olhar com uma expressão de raiva e estava pronto para alertar o da pelagem branca, e então, eu acordei.



Interpretação De Sonhos

Entender seus sonhos é um analisador online para a interpretação dos sonhos e o significado dos símbolos nos sonhos. Basta escrever na caixa de texto o sonho que você teve com as suas próprias palavras e deixar que nosso interpretador de PNL, API faça a mágica de interpretar o seu sonho, explicando cada símbolo dentro de seus sonhos.



Sonhos Recentes Em Nosso Site

[04/03, 16:29] Negah Novo: Eu sonhei que

[04/03, 16:29] Negah Novo: Eu sonhei que tava eu e Sool [04/03, 16:29] Negah Novo: Aí Sool ia pra casa pra ver Lua [04/03, 16:30] Negah Novo: Aí quando ela chegou lá na curva [04/03, 16:30] Negah Novo: Começou a ventar [04/03, 16:30] Negah Novo: Aí eu sair pra fora [04/03, 16:30] Negah Novo: E o vento tava levando ela [04/03, 16:30] Negah Novo: Aí eu fui pra o meio da rua [04/03, 16:30] Negah Novo: E o vento me levou tbm

Eu estava na rua, fazendo nada, até

Eu estava na rua, fazendo nada, até que um missel aparece e vai para o Maracanã, fazendo com que o local exploda. Mas o meu bairro em que eu Moro, estava bem, e quando entrei, apareceu no jornal sobre o missel e a mulher que estava apresentando disse que o missel poderia ser da Rússia ou do Japão. Depois fui para o meu quarto, e eu fui pra rede, minha tia mais nova de 12 anos e meu irmão do meio estavam balançando a minha irmã mais nova de 3 meses rapidamente, e eu não queria que machucassem ela, então fui pegá-la, mas quando fui pegar ela, ela quase caiu, mas eu a peguei antes.

Sonhei que estava em um lugar, semelhante

Sonhei que estava em um lugar, semelhante a um hotel sombrio. Nesse lugar, haviam pessoas que queria roubar algo que tinha na minha mala. Nesse lugar também, havia no lugar da porta, curtinas. Uma amiga minha me tirou desse lugar.

Eu tava no meu quarto com minha

Eu tava no meu quarto com minha amiga e chegou um garoto que na vida real eu tenho interesse, nós três conversamos um pouco e então ele falou que estava namorando e eu fiquei muito triste e com raiva da vida

Sonhar várias vezes com uma bruxa a

Sonhar várias vezes com uma bruxa a rondar as divisões da casa e quando a sigo, ela senta-se no sofá a encarar-me sem nada fazer ou dizer.

Sonhei que estava em um laboratório e

Sonhei que estava em um laboratório e fui picado por uma centopéia gigante, no sonho me disseram que eu devia ir ao hospital o mais rápido possível pois eu só tinha 30 min de vida e se não recebesse o antídoto iria morrer