Teu Sonho Logo

Sonhos Recentes contém falando

Menu botão

Os Sonhos Mais Vistos

Fugir

Fugir

Coleção De Sonhos - Busca Sonhos

Sonhos no banco de dados cadastrados para serem analisados ​​e interpretados - pesquise sonhos contendo os símbolos do seu sonho


Eu estava dentro da minha casa sozinha

Eu estava dentro da minha casa sozinha quando eu ouso algo vinha do banheiro então eu vou até lá mas quando cheguei lá tinha uma taça de ouro dentro dela tinha sangue eu decidi beber mais depois que eu bebi eu vejo vários espíritos correndo atrás de mim falando que aquele segue era poderoso demais eles tentaram me atacar mais eu sai da casa antes no dia seguinte à noite eu volto pra lá e novamente bebo o sangue da taça lembro que um dos espíritos falou que eu era um anjo caído e o sangue que eu estava bebendo era de Deus

Sonhei que minha irmã estava amamentando meu

Sonhei que minha irmã estava amamentando meu sobrinho ja adulto e nós não nos falamos e nem ela criou este sobrinho.Ela vinha até mim e tirava os seios e mostram pra minha mãe e pra mim tb e saem um líquido não leite...Eu saia dali e passava numa vila e lá estavam dando alimentos ...meu marido e um menino que nunca vi na vida saem com umnpacote de papel higiênico e 6 unidades de creme para cabelo. Eu sempre estava na frente e eles atrás...Quando a rua estava cjeia de caminhões velhos e antigos , eles passaram por mim e eu não conseguia sair dali , foi quando passei pelo motor deste caminhão e pulei uma fugueira para o outro lado e voltei denovo para mesma casa onde minha irmã estava amamentando este rapaz..Eu sai dali muito brava...uii como!!Tinham muitas pessoas molhadas de rio e agromerando, falando alto e sempre dos outros pareciam parentes mais nunca tinha visto antes...Dae que vih um menino que conhecia ele mas ele estava enrrolado na minha coberta e com febre alta e eu gritava com ele muito brava com tudo aquilo e mandava ele embora e todos paravam de falar...E eu não queria estar ali...Quando acordei meu esposo não quis falar comigo...

Na vida real, minha mãe não se

Na vida real, minha mãe não se dá muito bem com o irmão dela (meu tio) por alguns motivos. No sonho, minha mãe, meu tio e meu primo (filho do meu tio) foram dormir em um sítio, e eu fiquei em casa com a minha vó. Pela manhã, meu tio e meu primo chegaram sem minha mãe, falando que ela tinha tentado envenenar meu primo. - Essa parte é um pouco confusa porque junto com eles surgem mais duas pessoas desconhecidas, e na verdade a pessoa 1 tentou envenenar meu primo e a pessoa 2 era cúmplice, não a minha mãe -. Depois que a pessoa 2 entregou a pessoa 1 pra mim, eu fui atrás da minha mãe nesse sítio, e logo na estrada encontrei ela e perguntei por que ela não queria voltar pra casa, que tava todo mundo preocupado, (não lembro ao certo se cheguei a falar que sabia da inocência dela, mas provavelmente sim) então ela só falou que não ia voltar, que ia ficar na estrada mesmo. Então voltei pra casa e comecei a ficar muito preocupada, depois minha mãe aparece no quintal da minha casa DENTRO da casinha do cachorro, eu e os vizinhos vamos falar com ela, comecei a chorar muito e disse que nunca mais ia comer se ela não voltasse pra casa, essa parte foi estranha pois os vizinhos disseram a mesma coisa, e eles jogaram a comida deles no chão perto da minha mãe. Nesse momento eu acordei pois estava começando a chorar de verdade na vida real, me ajudem por favor.

Eu sonhei q eu tava em uma

Eu sonhei q eu tava em uma trilha de trem com mais algumas pessoas Até q chega um cara aí ele era bem estranho E eu curiosa, fui atrás 2 dessas pessoas foram falar com ele Aí foi aí q tudo começou Aí ficou TD escuro e eu lembro de estar em uma casa justamente com esse homem estranho e 1 garota E pra isso ele queria nós ferir 1° aí ele pegou uma faca eu n consegui me mover e fez 3 furos na palma da minha mão e outro no pulso (de vdd nem sei se ele fez esse furo pq eu lembro dele agarrar eu pulso e enfiar a faca só q depois o furo sumiu) Agt conversava minha visão estava turva Aí pelo oq entendi ele estava tentando incriminar agt por um crime ou algo do tipo Eu lembro claramente do q agt falou depois: Eu- mas vc n vai se ferir tmb? O homem- pode deixar, acharei um jeito de me ferir A garota que tava comigo- porque agt n pode te ferir igual vc fez? O homem- sem perguntas Aí eu lembro q agt foi para um carro só eu e ela e + o motorista Aí eu ela conversávamos no banco de trás falando: Ela-ele vai arrancar seus próprios olhos Eu- que canalha desse jeito n vai ter provas sobre ele, droga Aí apareceu uma vitrine aí tinha uma boneca eu acho e mostrou um olho se mexendo Aí eu e essa garota saímos do carro E o carro estanteneamente explodio Caiu um monte de estilhaços em mim e na garota Mas no estávamos até q bem Ligaram emediatamente para ambulância enquando isso todos perguntavam para mim e para a garota se estávamos bem Chegando no hospital após torra todos os estilhaços eu estava sentada na maca e o médico perguntando se eu tava bem aí eu falei q sim e q só tinha 3 furos na minha mão (os furos estavam como 3 pontinhos pretos) (eu nunca tinha vistos essas pessoas na minha vida, e estava em lugares desconhecidos, o cara tinha o r0sto sujo)

[3/5 12:52] kaliel: acabei de ter um

[3/5 12:52] kaliel: acabei de ter um sonho profético [3/5 12:52] kaliel: sonhei que eu tava na casa do kauan [3/5 12:52] kaliel: E eu tinha ia q ir correndo pra casa [3/5 12:52] kaliel: aí ligavam [3/5 12:52] kaliel: só q do nada eu aparecia deitado [3/5 12:52] kaliel: e eu me levantava né [3/5 12:52] kaliel: minha visão [3/5 12:52] kaliel: Aí eu via um cachorro pequeno [3/5 12:52] kaliel: só q tava tudo piscando [3/5 12:52] kaliel: Ai o cachorro ia na minha direção e pulava [3/5 12:52] kaliel: e ficava correndo em direção a porta [3/5 12:52] kaliel: Aí a frase completava "As vezes você é pequeno d+ pra ser um Pitbull, mas grande d+ pra ser um pobre filhote, tudo vai refletir no que você vai fazer agora" e o cachorro virava um Pitbullzao fudido [3/5 12:52] kaliel: Acordei assustado [3/5 12:52] kaliel: só sei que o cachorro [3/5 12:52] kaliel: do nd [3/5 12:52] kaliel: E ele ia crescendo tlgd [3/5 12:52] kaliel: era mto pequeno [3/5 12:52] kaliel: Era como [3/5 12:52] kaliel: se eu tivesse mto cm sono [3/5 12:52] kaliel: E dps [3/5 12:52] kaliel: Ficava branco [3/5 12:52] kaliel: Ficava preto [3/5 12:52] kaliel: E o cachorro grandão pulou na minha cara [3/5 12:52] kaliel: e eu via tudo dnv [3/5 12:52] kaliel: aí ficou tudo preto [3/5 12:52] kaliel: Só isso [3/5 12:54] kaliel: E era como se alternasse á vida reao [3/5 12:54] kaliel: E o sonho [3/5 12:55] kaliel: Só sei [3/5 12:55] kaliel: Que tava falando [3/5 12:55] kaliel: Q ia acontecer um bglh [3/5 12:55] kaliel: E tudo ia se resumir nisso [3/5 12:55] kaliel: Se eu ia desistir [3/5 12:55] kaliel: Ou não [3/5 12:55] kaliel: Mas n sei oq era '---' [3/5 12:55] kaliel: Só sei que parecia que alguém tava falando cmg [3/5 12:55] kaliel: Mas n tinha ngm comigo no sonho [3/5 12:55] kaliel: '-' [3/5 12:58] kaliel: Uma voz clichê aí [3/5 12:58] kaliel: Esse cachorro [3/5 12:58] kaliel: Pequeno [3/5 12:58] kaliel: Que eu falei [3/5 12:58] kaliel: Eu sonhei com ele [3/5 12:58] kaliel: O sonho [3/5 12:58] kaliel: Inteiro [3/5 12:58] kaliel: Não importa [3/5 12:58] kaliel: O local do sonho [3/5 12:58] kaliel: Que eu tava [3/5 12:58] kaliel: Se eu olhasse pro chão [3/5 12:58] kaliel: Ele tava lá '-' [3/5 12:59] kaliel: estou deveras encucado [3/5 12:59] kaliel: Só sei que na hora [3/5 12:59] kaliel: Falava [3/5 13:00] kaliel: "não desista agora, tudo vai se resumir nisso" [3/5 13:00] kaliel: E o cachorro pulava [3/5 13:00] kaliel: E eu acordei muito assustado '-'

Estavamos em uma praia ( eu, uma

Estavamos em uma praia ( eu, uma moça mais jovem, um senhor e uma senhora ), todos pareciam ser muito próximos a mim no sonho. A senhora entrou na beirada, e assim que entrou o mar começou a puxa-la violentamente, fiquei deseperada, tentando puxar de volta, mas sozinha não dei conta, e os outros dois correram, querendo somente sair dali. Como se eu tivesse tido um apagão, pulei direto para o funeral da senhora. Assim que o funeral acabou, começaram a mostrar filmagens e fotos daquele dia na praia, e como se eu estivesse revivendo, comecei a lembra de tudo o que houve, como se tivesse voltado na primeira parte. No momento em que a senhora foi puxada pelo mar, foi como se fosse em uma linha reta, e aquele espaço por onde ela era arrastada, foi ficando literalmente seco, porém, nas laterais a água continuava calma. Aquela água que era puxada com a senhora, formava uma onda imensa, que repentinamete começou a voltar novamente para a beirada, e nesse momento o mar ficava revolto. No momento em que a onda voltada, vimos um peixe enorme, que de longe era semelhante a um tubarão, vindo no meio da onda. Entramos em pânico e começamos a correr, e quando esse peixe e essa onda chegaram a a beira da praia, era como se o peixe estivesse morto, e nao era um tubarão, ele era maior, tinha olhos semelhante a de peixes comuns, um desenho de bolinhas em sua cabeça, euma pequena ponta em sua "testa", que se parecia com a ponta de um chifre pequeno. Em cima dele estava a senhora, ainda respirava, mas nao se mexia. Falei sobre salva-la, os dois preferiram ficar distantes, então sozinha eu fui tentar tirar ela de lá. Quando cheguei perto o peixe abriu o olho, me assutei, mas ele parecia ser inofencivo até então, só imenso, então insisti em tirar a senhora de lá. Assim que ele se deu conta de que havia alguém em cima dele, ele pulo com a frente de seu corpo, fazendo a senhora ser jogada para cima, e quando ele abriu a boca, era enorme, com dentes afiados e por toda sua boca, e em uma bocanhada, ele engoliu a senhora. Fui chamada e voltei para o velório, sentindo uma raiva enorme em mim, dos dois que estavam lá, por que não tentaram nada para salvar a senhora comigo, talvez se eu não estivesse sozinha, se eles tivessem ajudado, teriamos salvado ela. Falei então que iria embora, para um lugar onde não houvesse mar. Quando me dei conta eu estava vivendo em um tipo de vila, ou aldeia, nao sei dizer. Era um lugar bem simples, com estradas de terra casas próximas, e já tinha bastantes amigos. Quando três amgos bateram em minha porta, para irmos em algum lugar, e quando eu estava indo, lembrei de voltar e chamar uma amiga. Quando estava em frente a porta dela, notei uma cobra, marrom, com desenhos no corpo, no chão me incarando (tenho pavor de cobras) comecei a gritar pedindo socorro, e nesse momento, ao invés da cobra dar o bote no rapaz que estava mais próximo a ela e no chão, ela preferiu dar o bote em mim, que estava pendurada em uma arvore escorregando. Assim que ela deu o bote, e conseguiu me acertar, ouvi o rapaz falando que era para mim ficar calma, tentando tirar ela de mim, e eu começando a apagar. Assim que finalmente apaguei no sonho, eu acordei.

Uma mulher falando que iria entregar um

Uma mulher falando que iria entregar um travesseiro e um anel para e meu primo, para nos proteger, o travesseiro era laranja no verso tinha um pano bem costurado em forma de retângulo, ela limpava o travesseiro que estava meio sujo, parecia que era antigo. Logo ela guardou no teto, e me entregou um anel muito bonito, junto com apenas 1 brinco preto muito bonito também, só que os acessórios voavam pra ela como se fossem imãs, e eu dizia que eles não queriam ficar comigo, porém ela insistia que eu ficasse com eles, no sonho eu lembrava já ter visto esses acessórios. Teve um momento em que eu segurando esses objetos na mão direita, acabei perdendo o controle do meu corpo, eu tava de barriga deitada em um sofá, enquanto meu braço estava querendo ir em direção a moça que estava sentada no mesmo sofá, eu comecei me sentir presa pois meus dois braços estavam para trás, e eu questionei ela e ela pegou minha perna e passou um líquido e disse que me ajudaria a dormir e pegou uma tesoura grande pra furar minha perna, eu horrorizada levantei e logo a mulher sumiu e no sonho eu acordava pra ligar pra minha mãe pra avisar o sonho que tinha e pra ela jogar fora o brinco que estava na casa dela que era igual o do sonho,então minha tia chega com um pequeno jarro de flor com um semblante estranho e um pouco assustador, debochado.

Eu estava dentro de um ônibus com

Eu estava dentro de um ônibus com meu namorado e havia um homem com um revolver na mão (parecia um pouco doente mental) ficava apontando a arma e falando que iria atirar, do nada atirou no meu namorado mas pegou somente de raspão na orelha dele, abriu um grande buraco, eu fiquei furiosa, consegui tirar a arma da mão desse homem e queria matá-lo, mas não consegui usar a arma e joguei pela janela do ônibus, eu tinha uma faca e comecei a golpeá-lo com a faca fazendo esse homem descer do ônibus muito ferido

Estava no quintal com minha irmã, e

Estava no quintal com minha irmã, e de repente apareceu um pássaro preto muito grande comendo no pé de bananeira, chamei minha irmã e perguntei se ela tinha visto ela falou não, ele voltou e foi para o de Araça minha irmã começou a falar que era para agente correr, saímos correndo trancamos o portão e ele veio a trás da gente, minha vó trancou ele na gaiola e minha prima estava tentando solta ele, ele veio atrás de nós e me encurralou na parede minha vó veio correndo atrás falando quem trouxe, expliquei a ela tudo que aconteceu ela saiu e não disse nada.