Teu Sonho Logo

Sonhos Recentes contém filme

Menu botão

Os Sonhos Mais Vistos

Coleção De Sonhos - Busca Sonhos

Sonhos no banco de dados cadastrados para serem analisados ​​e interpretados - pesquise sonhos contendo os símbolos do seu sonho


Sonhei que estava em uma confraternização no

Sonhei que estava em uma confraternização no conjunto de estudantes que eu moro na vida real. Estavam passando um filme ou algo do tipo. Um menino se aproximou de mim e trocamos algumas palavras; logo depois ele disse que queria ir ao banheiro mas esse banheiro era longe, tínhamos que andar dentro da cidade universitária para chegar até lá. Quando estávamos saindo do jardim e indo para a rua, o amigo dele subiu para ir conosco e uma menina aleatória nos gritou e disse que também estava "apertada" para usar o banheiro e iria com a gente. Começamos a andar mais rápido, o amigo do menino saiu correndo e tentamos fazer o mesmo pra ver se chegávamos mais rápido. No campus onde eu estudo é disponibilizado ônibus aos alunos para se locomoverem dentro da cidade universitária. No sonho um desses ônibus passou vazio, eu fiz sinal para ele parar e todos subiram menos o amigo do menino pois ele continuou correndo. Estava tudo normal até que o motorista começou a acelerar muito o ônibus e passou do ponto de parada, nós ficamos desesperados e pedíamos pra ele parar, eu puxei a corda e nada. Ele dizia "vocês precisam entender que a gente não tem que fazer oq vcs querem!". Nisso, as três pessoas que estavam no ônibus incluindo a mim disseram que iam chamar a polícia, aparentemente ele não se sentiu intimidado e continuou o trajeto. Quando pegamos o celular para ligar a polícia, ele levantou, deixou o ônibus em movimento, sacou um revólver e atirou na região cervical da menina que estava com a gente. Eu e o menino ficamos assustados e fomos para os últimos bancos. Ele se aproximou, eu fiquei com medo dele matar o menino e o abracei, balançando a cabeça em negação para como quem diz "ele não, não atire nele". Quando esse homem se aproximou de nós dois ele disse "querem chamar a polícia? pode chamar, mas vai acontecer isso aqui com vocês" e apontou pra menina baleada e desfalecida. Após isso ele completou com "eu não estava brincando, isso aqui é um sequestro " e voltou ao banco do motorista para dirigir o ônibus. Na minha mente eu só pensava em mandar uma mensagem pra minha mãe dizendo que havíamos sido sequestrados mas o medo era constante. Depois disso eu acordei e não sei o desfecho desse horror.

Eu estava na minha igreja, mas era

Eu estava na minha igreja, mas era um lugar diferente, mas com as mesmas pessoas que conheço, eu estava no data show, aí o louvor começou a cantar inglês, uma música de um filme que eu gosto, eu fiquei perdida, porque ninguém me disse que música séria e o que eu tinha que fazer naquela noite, depois descobri que tinha ido umas pessoas que só sabia falar inglês para o culto. Meu pai também tinha ido, mas ele não demorou muito, e foi para casa. Eu já irritada que ninguém me falava nada eu deixei tudo lá e também fui embora, mas antes uma amiga tinha que ir para casa mas ela morava muito longe e eu sabia que era perigoso. Então disse que ia até a metade do caminho, só que estava muito escuro e perigoso, então eu disse para ela dormir em casa, então voltamos, aí foi aí que tudo começou, o objetivo era voltar para casa, mas enquanto mais a gente tentava, mais perdida ficava, acabamos em um monte de lugar, na casa de umas crianças que tinham balões gigantes coloridos e que tinha um irmão bonito de cabelos longos que tocava em uma banda, passamos por ruas que pareciam as vezes o lugar que eu moro, mas as vezes são Paulo, o lugar de onde vim, fomos para em um shopping onde tinha sala com visores gigantes que mostrava pessoas, e eu estava muito preocupada por que passava das onze e não conseguia falar com meus pais dizer que eu estão bem. Continuamos indo, até chegar em uma rua que parecia muito perto de casa, fiquei muito animada, mas depois vi que não, era outra rua parecida de são Paulo, vimos algumas casas e decidimos bater, pedimos ajuda para falar com nossos pais, era um escritório dentro, cheio de gente,antes o dono do telefone deixou que o genro se resolvesse com filha dele, enquanto eu esperava vi que era 23:05, quando peguei meu celular vi que pegava wi-fi, falei para minha amiga, ao tentar mexer no celular um site apareceu todo verde, era de um cara que estava na minha frente, ele sorriu para mim, uma mulher de cabelos longos preto me disse sorrindo: as vezes tentando ajudar um amigo esquecemos da lealdade. Depois que acordei percebi que no celular indicava quase meia noite, mas quando andávamos nas ruas estava tudo de dia.

Não me lembro de muitos detalhes, tiveram

Não me lembro de muitos detalhes, tiveram 4 cenas fortes que me lembro. Ao longo da revelação do sonho eu vou contextualizando as situações para com minha vida real. A primeira cena era um quarto, todo bagunçado, um computador em cima de um entulho de roupas ligado, passando um filme (ou série) com 3 bebês meninas, gêmeas (Estou grávida mas de apenas 1 embrião). No quarto havia uma mesa de escritório onde estava sentado meu pai. Eu sentei em cima de outro entulho de roupas, embora tivesse uma cama grande do lado para deitar e fiquei mexendo no computador (Acho que whatsapp) e aí se encerra a cena 1. A cena dois se passa quando estou em casa, moro em um apartamento em Brasília. Alguma coisa me diz para descer a parte do pátio do prédio. Quando chego lá, vejo o porteiro liberando meu namorado para entrar, ele estava muito irritado com alguma coisa, estava mais magro do que o normal(Meu namorado foi para os Estados Unidos há 2 meses, e ficará lá até dezembro). No sonho eu fiquei surpresa, pois não esperava que ele voltaria tão cedo de lá. A cena 3 se passa em algum lugar que não consigo me lembrar, mas parecia ser uma cozinha daquelas de serviço. De repente surgem meu namorado, o amigo dele (que viajou junto para os Estados Unidos), e uma mulher mais velha que eu não conhecia. Ela chegou e deu um beijo na bochecha do meu namorado, eu me irritei e perguntei, quem é essa? E ele disse que era a mulher dona da pensão em que eles ficaram lá nos Estados Unidos. Meu namorado passou o braço por mim, e ela veio do outro lado e se encostou nele, e ele passou o outro braço nela, foi quando eu vi que algo estava errado e na mão dela, havia um copo de alguma coisa, e entre os peitos do meu namorado e com a camisa dele prendendo havia outro copo sendo equilibrado. Eu peguei o copo da mão da mulher e dei um tapa por baixo, fazendo tudo voar na cara e no corpo dela, em seguida peguei o copo que tava entre a blusa e o corpo do meu namorado e fiz a mesma coisa, só que com ele (Sou muito insegura na relação e por ele ser muito bonito tenho medo real de que haja alguma traição.). A quarta e última cena se passa em um local que ão consigo reconhecer, era fechado mas era grande, lembrando um ginásio com várias mesas. De repente meu namorado adquiriu um rosto diferente, não era ele, mas era ao mesmo tempo. Ele estava em uma dessas mesas, fazendo movimentos de irritação como esfregar a mão na testa. Na mesa grande em que ele estava tinham algumas coisas, mas o que se destacou foram 2 fotos, uma foto nossa, e outra foto com o pai seta branca impresso (Frequento o templo do vale do amanhecer, onde o pai seta branca é uma figura espiritual muito reconhecida). Após o meu escândalo, de longe, observando ele, imaginei que ele fosse jogar nossa foto no chão, mas ele pegou a foto do pai seta branca e o fez. Depois disso, voltei para o quarto da cena 1, onde as 3 bebês gêmeas estavam na mesma tela do computador.

Eu tive três sohos seguidos um após

Eu tive três sohos seguidos um após o outro um deles eu já te falei, mas por ter sonhado os três na mesma noite creio que eles tem alguma ligação. No primeiro eu via uma mão enfrente ao meu rosto com uma aliança de noivado, muito bonita, foi bem rápido eu só vi a mão então eu acordei O segundo eu estava aqui em casa no meu quarto e paulin (meu irmão) estava na sala, eu falava alguma coisa para ele, e ele vinha com muita raiva e tentava entrar no quarto eu fechava a porte e ele ficava empurando para entrar "igual a quando eramos crianças", mas depois de algum tempo ele parava de bater a porta e quando eu abria ele já estava sentado no sofá, como se nada tivesse acontecido. Já o terceiro foi bem mais confuso: Eu estava na queiros em frente aquele colegio lá de cima aonde os ônibus fazem o retorno. E eu estava olhando fogos de artificio, quando o primeiro esplodia, caiam coisas no chão como se fossem restos de sapatos, e depois esplodia mais um, já o terceiro vinha na minha direção como uma bola preta, eu me esquivava, e vinha outro na minha direção, Então eu comecei a correr em direção a rodoviaria, e enquanto eu corria vi uma arvore no meio da rua, era uma arvore muito linda como eu nunca tinha visto, muito verde, nunca vi uma arvore tão bonita como aquela, Então eu corria em direção a arvore mais enquanto eu corria vinha um vento no sentido contrario, e quanto mais eu corria em direção a arvore, mais forte o vento ficava, Direpente surgiu uma neblina na qual eu não conseguia mais ver a arvore e nem nada ao meu redor, mesmo assim eu continuei correndo em direção a arvore, e o vento aumentou tanto, que eu não conseguia sair do lugar, mesmo correndo, Então esse vento se tornou um tornado, como aquele dos filmes, e me tirou do chão, e me rodou e rodou e rodou Então eu fechei meus olhos e quando eu abri eu estava dentro de uma boca, e essa boca me cuspia, e quando eu caia eu olhei para cima e vi um gigante, vi também o rosto do gigante, e ao olhar para o lado vi que ali também haviam mais dois gigantes, e eu me sentia pequeno, Então eu acordei

Eu converso com a crush compartilho o

Eu converso com a crush compartilho o celular, trocamos o  celular, troca de olhares, sinto conexão, quase nos beijamos ela mostra a senha do celular "passando primeiro, passando liso", ela joga sub e surf no celular dela e e eu no meu, nós escrevemos patrocinadores em um papel, ela mostra a senha do celular de novo. Calor, ventilador, escuro, filme, amigas da crush falando pra ela beijar o meu irmão durante o filme, o meu irmão conta que eu amo ela, o meu irmão beija ela, estavam fazendo montanhas ver se segura, eu fico magoado, a crush joga na minha cara, eu tento me justificar, explico tudo q aconteceu, todos me zoam, todos riam da minha cara, eu choro, eu olho  para o mato no meio do escuro, alguem preve um incêndio, eu encontro o incêndio, eu apago o incêndio com um saco de ráfia, eu sinto dores no dedo, e acaba.

Quase nunca eu sonho e toda vez

Quase nunca eu sonho e toda vez que eu sonho, são avisos. A penúltima vez que eu sonhei, sonhei exatamente o que aconteceu, a morte do meu avô o que aconteceu no sonho aconteceu na realidade! A diferença foi de horas pra realidade acontecer! Dessa vez foi a última que foi quase agora eu acordei desesperado fazia tempo que eu não acordava assim, pois eu não tenho sonhos, é muito difícil de lembrar e quando lembro é sempre um aviso. Acordei agora eufórico, fui dormir depois das 1h da manhã acordei antes das 3h Da manhã, não sei ao certo pq do modo que eu acordei não me mexi pois estava gravando todos os detalhes do meu sonho, foi assim no sonho eu estava sentado com um amigo. Ele entregava um documento a minha esposa. No documento estava escrito termo de responsabilidade, foi quando eu ouvi um barulho na escada isso no sonho, Então eu levantei e fui ver, na hora que eu vi, eu vi minha mulher na escada, eu estranhei pois ela estava atrás de mim com o termo de responsabilidade na mão. Fui até ela de vagar, bateu um medo. Pois ela estava agachada falando baixo e arranhando o chão com as duas mãos. Quando eu cheguei perto ela me viu. E do nada começou a latir igual cachorro só que muito alto e rápido então ela olhou pro portão quando eu olhei pro portão ele estava totalmente aberto! Eu olhei pra ela de novo sem parar de latir falei, vai "Mylla" pode ir, só que "Mylla" é o nome da minha cachorra, do in então que ela tentou me morder! Foi então que eu percebi que não era nem minha cachorra nem minha esposa e algo ruim ali! Arranhando o chão om as próprias unhas e de cabeça baixa, pode falar o que quiser até que foi fruto de um filme, mais eu sei o que eu sonhei e filmes já tem meses que eu não vejo nem televisão é só trabalho, estudo, família e tv ligada na Peppa pig o dia inteiro pro meu enteado

Sonhei que tinha uma esposa de filmes

Sonhei que tinha uma esposa de filmes pegava um onibus fechava as janelas e tinha uma colisao com a moto no final me entregava pra policia e recebia o nome antonio bobao.