Teu Sonho Logo

Sonhos Recentes contém perseguido

Menu botão

Os Sonhos Mais Vistos

Coleção De Sonhos - Busca Sonhos

Sonhos no banco de dados cadastrados para serem analisados ​​e interpretados - pesquise sonhos contendo os símbolos do seu sonho


Estava passando com minha irmã e vi

Estava passando com minha irmã e vi uma pessoa que conheço assaltando uma casa, ela pediu ajuda e eu ajudei ela sair, mas, ela me convenceu a roubar a casa ela, eu, e minha irmã, durante o assalto a gente foi perseguido por seguranças e eles atiravam, mas, mesmo assim a gente parecia não se preocupar porquê estavamos em um local mais "seguro" e parecia que as balas não nos atingiam, depois, acabamos saindo por um duto. Acabando o sonho.

Sonhei q era 3 entidades espirituais diferentes

Sonhei q era 3 entidades espirituais diferentes q fazia o bem mas tdas iriam morrer no final. A primeira era um padre q estava na igreja e dps foi perceguido, mas smp fazia o bem e ajudava as pessoas porém cada ajuda lhe custava sua energia, ate q sendo perseguido uma moça em qm confiava o ajudou a subir pra um lugar tranquilo parecido com uma torre e ele morreu tranquilo. No segundo sonho eu era uma mulher similar a maria, fui puxada espiritualmente pra igreja por um espírito ruim q parecia uma bruxa, ela ia me mostrando almas torturadas e morta de forma horrendas dentro da igreja como se aquilo fosse meu futuro. Ela andava cmg e falava como se fosse uma amiga falsa esperando pelo meu pior qrndo minha morte. No terceiro sonho não identifiquei que entidade eu era mas 2 criancas entravam na igreja p se confessar, elas pretendiam dar o primeiro beijo mas era cm se isso fosse resultar numa corrompição, eu tentava convence-las a se manterem puras mas um demônio em traje formal com um chapel e olhar maligno tentava convence-las ao pior, e então num momento ele disse: ou elas saem daqui com 15 ou casadas com 30! E então elas sairam da igreja cm se tivessem dado ouvidos ao demonio mas eu como o Espírito bom q era não desistir e então as alcancei e consegui cura-las do feitico maligno q as segaria para o caminho da corrompição. Mas isso exigiu um sacrifício grande q sugou muito das minhas forças. Era como se o demônio tivesse lancado um feitiço em todos q estavam na igreja e eu tive q curar a tds e leva-los de volta ao caminho do bem. Mas isso fosse me custar a vida e me deixou muito fraca. No final estava ao lado de fora da igreja exausta e o demônio passou por mim com um sorriso no rosto, ele tocou o chapeu e fez um comprimentw cm quem dissesse vc venceu agora mas teve um preço e o demonio fosse esperar pela morte monha chegar em breve para me ver cair, como se minha alma fosse dele. Mas ver tdas as almas sorrindo no final e felizes fez valer a pena o sacrifício.

Encontro-me num lugar escuro. Não sinto medo,

Encontro-me num lugar escuro. Não sinto medo, dor, frio, nem calor. Não sei onde estou, não sei o que faço aqui. 10 metros a minha frente percebo meia dúzia de luzes brancas bailando no ar. Elas são pequenas uma delas pisca num ritmo quase a se apagar. De repente as luzes flutuam em minha direção. Aí meu Deus - o que que é isso?Coração acelera e o medo do desconhecido impulsiona-me a correr na direção contrária. Em meio a fulga, pergunto-me: o que são essas luzes? Porque estão me perseguindo? O que elas querem de mim? Ah, conceteza são alienígenas! Devo corre mais rápido para não ser capturado. Nessa angustiante busca por respostas, ouço uma voz de homem dizendo: As luzes querem algo seu. Pergunto, o que elas querem de mim? A resposta é dada por uma visão. Vejo minha camisa (estampa florida com pétalas azuis e vermelhas). Penso, "mas elas querem a camisa que mais gosto, sem contar que essa ganhei de presente do meu amor". Em meio a escuridão tiro a camisa do meu corpo e deixo-a para trás. Então, finalmente, avisto um barco encalhado que serviu-me de ponte para orla de uma cidade. Agora encontro-me na orla iluminada pelas luzes dos postes. Vejo, bancos de concretos, árvores. Também vejo pessoas, mas não atento ao rosto de nenhuma delas. Minha maior preocupação é saber se já não sou mais perseguido. Aliviado estou por não ver mais aquelas luzes, alienígenas, ou sei lá o que. Não demora muito para vir o susto. Nossa! Ainda estou vestido com a roupa que as luzes queriam de mim. Vejo que a roupa que deixei para trás foi uma camisa antiga (tonalidade rosada, com estampa florida e pétalas verdes). Essa camisa eu quase não uso. Receoso, tiro do meu corpo a camisa, cujo as luzes tanto almeijam. Peço para um garoto deixá-la pendurada próximo ao barco, afim das luzes encontrá-la.

SONHO – LUZES - NOITE Encontro-me num

SONHO – LUZES - NOITE Encontro-me num lugar escuro. Não sinto medo, dor, frio, nem calor. Não sei onde estou, não sei o que faço aqui. 10 metros a minha frente percebo meia dúzia de luzes brancas bailando no ar. Elas são pequenas uma delas pisca num ritmo quase a se apagar. INT. PERSEGUIÇÃO - NOITE De repente as luzes flutuam em minha direção. Aí meu Deus - o que que é isso?Coração acelera e o medo do desconhecido impulsiona-me a correr na direção contrária. Em meio a fulga, pergunto-me: o que são essas luzes? Porque estão me perseguindo? O que elas querem de mim? Ah, conceteza são alienígenas! Devo corre mais rápido para não ser capturado. INT. CONTATO DESCONHECIDO Nessa angustiante busca por respostas, ouço uma voz de homem dizendo: As luzes querem algo seu. Pergunto, o que elas querem de mim? A resposta é dada por uma visão. Vejo minha camisa (estampa florida com pétalas azuis e vermelhas). INT. CAMISA - NOITE Penso, "mas elas querem a camisa que mais gosto, sem contar que essa ganhei de presente do meu amor". Em meio a escuridão tiro a camisa do meu corpo e deixo-a para trás. Então, finalmente, avisto um barco encalhado que serviu-me de ponte para orla de uma cidade. INT. DO OUTRO LADO DA ESCURIDÃO Agora encontro-me na orla iluminada pelas luzes dos postes. Vejo, bancos de concretos, árvores. Também vejo pessoas, mas não atento ao rosto de nenhuma delas. Minha maior preocupação é saber se já não sou mais perseguido. Aliviado estou por não ver mais aquelas luzes, alienígenas, ou sei lá o que. INT. REVELAÇÕES - NOITE Não demora muito para vir o susto. Nossa! Ainda estou vestido com a roupa que as luzes queriam de mim. Vejo que a roupa que deixei para trás foi uma camisa antiga (tonalidade rosada, com estampa florida e pétalas verdes). Essa camisa eu quase não uso. Receoso, tiro do meu corpo a camisa, cujo as luzes tanto almeijam. Peço para um garoto deixá-la pendurada próximo ao barco, afim das luzes encontrá-la. FIM DO SONHO INT. QUARTO – NOITE Acordo sobressaltado, com medo e pensativo - só passado alguns instantes consigo abrir os olhos, levantar da cama, ligar a luz e perceber que estou na segurança do meu quarto.

Sonhei que estava sendo perseguido num morro

Sonhei que estava sendo perseguido num morro com escadarias de concreto na fuga peguei uma bicicleta pequena pra fugir pela escadaria depois peguei uma bicicleta maior ainda assim fui pego haviam vários guardiões estranhos de aparência esquisita fui levado até minha mãe ja falecida neste mesmo lugar acusado de alguma coisa que não tinha feito minha mãe me batia com as mãos e dizia pra eu sumir dali pois só envergonhava a família ao mesmo tempo mandou que colocassem concreto nos meus pés até as canelas dai acordei

Eu estava na minha antiga casa e

Eu estava na minha antiga casa e derrepente várias pessoas começava uuum tiroteio e eu perdi a tudo, eu saía correndo e eles me perseguiam, para escapar eu ameaçava duas garotas para elas não falar que eu estava ali, mas eles me encontravam. Eu começava a fugir novamente e até parava para ver como eles eram, depois eu continuava a fugir novamente e me escondia por trás de uma Carnaúba e quando olhava estava por baixo dela, pois ela estava como um banco para sentar e o carro das pessoas que estavam me perseguindo passava direto. Depois vinha um automóvel e eu pensava que era eles que já tinha me encontrado novamente, mas era uma moto que estava sendo perseguida por um carro e eu colocava o pé para derrubar a pessoa da moto, mas a pessoa do carro pulava para fora e perguntava porque eu estava interrompendo a perseguição, de repente eu olho para o lado e vejo Os Perseguidores novamente e peço ajuda, ele me ajuda. eu entro no carro e ele fica conversando com os meus Perseguidores, eu coloco uma máscara como que se eu fosse de Outro Mundo e ele também como se ele fosse de Outro Mundo. Eu consigo sair do carro enquanto ele conversa e vou embora. eu fico tentando arrumar o cabelo na máscara e por hora Meus cabelo é loiro e quando vejo é preto. Consigo sair e vou para o centro de um lugar e vejo várias pessoas Reunidas contra um monstro ou algo parecido que chega na cidade e todos se reúne para destruir. eu fico apenas observando e acordo.

Eu estava na minha antiga casa e

Eu estava na minha antiga casa e derrepente várias pessoas começava atirar e eu perdi a tudo, eu saía correndo e eles me perseguiam, para escapar eu ameaçava duas garotas para elas não falar que eu estava ali, mas eles me encontravam. Eu começava a fugir novamente e até parava para ver como eles eram, depois eu continuava a fugir novamente e me escondia por trás de uma Carnaúba e quando olhava estava por baixo dela, pois ela estava como um banco para sentar e o carro das pessoas que estavam me perseguindo passava direto. Depois vinha um automóvel e eu pensava que era eles que já tinha me encontrado novamente, mas era uma moto que estava sendo perseguida por um carro e eu colocava o pé para derrubar a pessoa da moto, mas a pessoa do carro pulava para fora e perguntava porque eu estava interrompendo a perseguição, de repente eu olho para o lado e vejo Os Perseguidores novamente e peço ajuda, ele me ajuda. eu entro no carro e ele fica conversando com os meus Perseguidores, eu coloco uma máscara como que se eu fosse de Outro Mundo e ele também como se ele fosse de Outro Mundo. Eu consigo sair do carro enquanto ele conversa e vou embora. eu fico tentando arrumar o cabelo na máscara e por hora Meus cabelo é loiro e quando vejo é preto. Consigo sair e vou para o centro de um lugar e vejo várias pessoas Reunidas contra um monstro ou algo parecido que chega na cidade e todos se reúne para destruir. eu fico apenas observando e acordo.