Teu Sonho Logo

Sonhos Recentes contém que eu

Menu botão

Os Sonhos Mais Vistos

Coleção De Sonhos - Busca Sonhos

Sonhos no banco de dados cadastrados para serem analisados ​​e interpretados - pesquise sonhos contendo os símbolos do seu sonho


Sonhei com uma pessoa que eu gosto

Sonhei com uma pessoa que eu gosto muito, sonhei que ela estava em uma empresa que nós trabalhamos juntas e ela tinha sido trocada de setor e eu fui até onde ela estava e sentava em uma mesa do lado dela, aí eu estava sentada na minha sem fazer nada e ela do nada começa a passar as pernas dela mas minhas pernas por debaixo da mesa e fazer carinho no meu braço como se estivesse assumindo um sentimento que estava travado há muito tempo e depois eu ia pra um banheiro e achava uma lacraia enorme morrendo de cabeça para baixo e sendo arrancadas as pernas como se estivesse podre, e eu gritava de nojo e medo e alguns vinha me ajudar mas eu ia para um quarto aonde tinha uma lacraia pequenina e essa eu matava, e essa pessoa que estava me acariciando estava junto e preocupada.

Sonhei com o menino que eu era

Sonhei com o menino que eu era mais apegado no ensino médio mas que nunca me deu moral virou meu melhor amigo

Sonhei que fui convidado a um encontro

Sonhei que fui convidado a um encontro com alguns colegas que estudaram comigo. A maioria eu não tive muita interação e dois deles eram garotas que já fui muito próximo, uma era uma garota que não ligava muito pra mim mas ficamos próximos e outra era uma ex amiga do qual brigamos por sermos prejudiciais um ao outro mesmo um amando o outro, e as vezes até demais. Quem me convidou era um antigo colega de faculdade que é muito otimista, embora não fosse meu amigo ele fez questão de eu estar presente no encontro. Tinha uma garota que também não foi minha amiga mas sempre foi gentil ao falar comigo. Andamos pelo arredores do Teatro Amazonas e começa a ficar um clima de chuva intensa e venta muito. Eu rápida peço para meu colega ir na frente e peço para a garota gentil que ela ande atrás dele segurando a mão dele e então todos entendem meu plano e quem segura minha mão era a garota que eu estava brigado. Seguimos assim até ficar em embaixo da avenida numa praça nova esperando o temporal passar. Encontramos uma lanchonete e começou uma briga perigosa entre gays e lésbicas e então deixei de grana no balcão e disse a todos para irmos embora. No tempo que andamos os outros falavam sobre a vida enquanto não se falavam e então quando subimos as escadas, a garota que estava brigada comigo segura meu braço repentinamente e estranhamente sinto a maciez de sua pele e ela parecia estar com frio. Quando olho pra ela, ela está vestida com uma macacaquinha branca simples, tal branco lembrava uma noiva e minhas, e eu estava com uma camisa, uma jaqueta e calça jeans preta, típico de metálico, e tal preto lembrava um noivo e meu colega me olhava e parecia dizer com os olhos "admitam logo que vocês querem se amar, todo mundo já sabe" . A garota continuou segurando meu braço como uma namorada confiando sua segurança em seu homem e estava cabisbaixa, e pergunto a ela "fiz tanta falta assim mesmo dizendo coisas terríveis?" E ela respondeu "você ainda faz muita falta..." sussurrando no meu ouvido. Apesar de ter acordado ao ouvir a resposta dela, senti seu hálito, sua tempestade, a maciez da pele, parecia que ela estava dormindo ao meu lado.

Sonhei que eu iria realizar uma prova

Sonhei que eu iria realizar uma prova de recuperação de português e matemática não estava só eu mas tinha um grupo de pessoas também juntamente comigo durante a realização da prova eu a pessoa que aplicava a prova não estava nem aí para nós mas e depois de um certo tempo eu acabei ficando nervosa pois a aplicadora fez um alerta para nós que iria pegar as provas novamente consegui portanto realizar a prova totalmente depois desse meio tempo que ela ainda não recolheu as provas eu fui a um salão de beleza que tinha próximo daquele local o salão de beleza aparentemente parecia ser dos anos 2000 pois a estrutura era muito antiga os preços os formatos estabelecimento em si era antigo quando entrei naquele local ele era moderno poderia ser dito pois ele tinha televisão e também tinha um ar condicionado moderno então me sentei uma das poltronas havia duas mulheres trabalhando naquele estabelecimento e também uma das pessoas realizando o procedimento estético então uma delas me pergunta se eu queria fazer progressiva ou algum corte de cabelo então recusei no mesmo instante depois de um certo tempo eu me retirei daquele local então fui me encontrar com a minha avó conversei com ela sobre aqui do local mas ela no mesmo instante se irritou e ficou extremamente irritada quando estava lhe dizendo daquele estabelecimento então é no mesmo instante eu retornei a sala de onde eu estava realizando a prova de um português e no mesmo instante a professora pediu para recolher as provas então ela recolheu depois de quando ela se retirou da sala no mesmo instante apareceu o professor de matemática só que o professor inesperadamente pediu para nós sairmos daquele cômodo irmos para outro prédio que era mais distante todos nós depois entramos em uma Van e fomos diretamente para o local da prova mas durante a trajetória daqui do local havia uma praia de que eu me recordava a praia em si era limpa tinha pessoas estrangeiras a maior parte era na verdade e tinha também pessoas nativas a praia em si tinha um diferencial pois ela tinha uma piscina grande larga moderna mas ela também era rasa percebi que várias crianças estavam brincando naquela piscina com seus pais totalmente despreocupados e aproveitando aquele local então também tinha outra praia juntamente com essa piscina que era maior só que essa em comparação era menor então depois de passarmos por aquela trajetória o motorista estacionou na garagem do estabelecimento do prédio de onde iríamos fazer a prova de matemática então me distanciei do grupo e fui diretamente a praia pois eu fiquei curiosa e então inesperadamente eu estava com biquíni e então me joguei naquela areia límpida e a percebi que havia um garoto que era aparentemente da mesma idade que a minha e ele era bonito e então comecei a puxar conversa e percebi que havia interesse em mim e então me lembrei da prova e me despedi dele rapidamente e fui para o local de prova de matemática, o mesmo que antes o professor de matemática que era na verdade o aplicador de prova também estava nós ignorando totalmente sentado na cadeira apoiado a mesa, e então realizei a prova rapidamente em vez da comparação da outra prova de português então fui até teletransportada aleatoriamente para van e então a van foi embora com algumas pessoas aleatórias juntamente comigo.

Sonhei que estavamos eu, meu ex companheiro

Sonhei que estavamos eu, meu ex companheiro e um amigo em uma local que parecia, devido a pintura e desgaste do tempo uma antiga casa que eu e meu ex companheiro alugamos por um tempo, embora a disposição dos cômodos e área externa fossem levemente diferentes. A disposição parecia com a atual morada de nosso amigo. Em um primeiro momento meu ex parecia estar me chamando de amor e chamado nosso amigo, que aparecia em minha frente usando sua cueca como uma calcinha, eu segurando um video game portátil. Fui ao banheiro da parte externa e esse parecia um banheiro público, sai, mas logo voltei, quando retornei ao banheiro não entrei pois notei uma sombre estranha em pe na entrada do banheiro mas escondida pela parede do mesmo. Ao retornar para dentro de minha residência, notei que não havia mais ninguém a vista, mas de alguma maneira eu sabia que meu amigo estava dormindo e meu ex nao estava em casa. Tentei fechar a porta da frente mas essa nao fechou completamente, fui para outro comodo que seria a cozinha, mas essa estava vazia, sem moveis e tinha uma porta de garagem coberta com madeiras pregadas onde seria a parede, quando me virei para o outro lado, a porta dos fundos se escancarou, e um homem barbudo, com cabelos e barbas brancas, sujo e com roupas de mendigo, fumando um charuto, vinha entrando mancando da perna direita na cozinha. Chamei por varias vezes o nome de meu amigo até que acordei. No sonho eu ouvia minha coz real e embargada pelo sono chamando o nome de meu amigo.

Estava eu conversando com três conhecidos sentando

Estava eu conversando com três conhecidos sentando em um banco numa praça era noite, eles falavam que iam fazer um concurso da polícia militar eu perguntava a idade que um deles tinha ele falou: 17 de repente, olho para um lado e tinha uma moça na parte de onde fica os patos da praça ela vinha de vestido rosa claro e com sandália na mão, meio que parecia bem feliz, e vinha andando e rodando de felicidade, quando ela passava um pouco por nós que estávamos no banco sentando ela de repente tropeçava e caia de cara no chão. Eu falava: me dá a lanterna ae do teu celular ver se ela tá bem ele demorava a ponto de eu pensar em tomar o celular, mas não tomei por educação, ele ia ver se ela tava bem e perguntava a ela você está bem moça? E ela respondia: sim, com um sotaque diferente e sorrindo olhando pra ele e dizia ia fazer uma consulta de vista e queria a companhia dele porque não tinha nenhum policial para ela se sentir mais segura e perguntava se ele queria acompanha-la, no sonho eu sabia que era pra min só não fui eu falando com ela porque eu não quiz ser mal educado. E ele respondia tudo bem, e caia lá em baixo deitado olhando pra cima muito feliz

Bom, eu havia ido vizitar uma cidade

Bom, eu havia ido vizitar uma cidade pequena do interior, peguei estrada, o percurso era até longe, chegando lá, fui em uma igreja da cidade, e eu nao demorei muito até que sai daquela cidade e estava voltando para minha casa que fica na capital, quando eu percebi eu havia deixado minha sacola com meu celular, minha carteira tudo la naquela igreja, e na rodoviaria daquela cidade do interior aonde eu estava prestes a pegar o onibus que me levaria para a capital, passa correndo um homem, com uma carteira em mãos identica a minha, entao eu o abordei, e entrei no mesmo onibus que ele e comecei a gritar para que todos vissem que ele era o ladrão, até que nesse percurso o motorista não parou em nenhum momento, e todos no onibus só me observava mas ninguem me ajudava nem falava comigo, eu peguei uma faca que estava no meu bolso e esfaquiei aquele homem que roubou minha carteira, cortei ele em pedaços bem em pedaços e todos me olhando, quando eu tava todo cheio de sangue, o motorista para em frente de um posto da policia e me diz que eu teria que descer, eu com muito medo, disse por que, ele me disse que é o certo que eu desça, então pequei o corpo que eu havia cortado em pedaços e coloquei em uma sacola e levei lá no posto da policia, chorando cheguei na policial que era uma mulher e ela falou oque eu queria, eu disse que gostaria de um atendimento com ela, mas eu estava chorando muito muito mesmo, ai eu disse para ela que se eu contasse oque eu fiz isso prejuducaria todo meu futuro pois sou jovem de mais, perderia meu futuro, por esse erro que cometi. depois acordei.

User Reescreva corretamente esse sonho q eu

User Reescreva corretamente esse sonho q eu tive: Sonhei que tinha um rapaz loiro,de cabelo enrolado,e olhos claros,parecia ter seus 20 e poucos anos, calça jeans e um casaco de moletom cinza. Ele tava deitado em um lugar que parecia ser um jardim bem bonito,no sonho parecia q eu conhecia ele de algum lugar,lembro de perguntar o nome,tinha umas coisas q ele falava no meu ouvido mas eu não conseguia entender,lembro dele dizer "sou seu professor" depois corta para nós dois rindo e eu falando q sabia q eu dava trabalho. Após isso nos despedimos e eu disse para ele aparecer outra vez,mesmo sabendo q nem sempre ele tinha permissão para isso. Ele sorriu e disse que apareceria sim. Do nada ele virou uma criança,mas uma criança mas morena,e eu lembro de falar com alguém que e o meu mentor espiritual era uma criança. Teve um outro momento no sonho,q tinha uma imagem de Zé pilintra numa subida que tem aqui perto da minha casa,essa imagem se mexia,e eu lembro de ter visto que ficado muito contente e mandei um beijo para ele e depois me virei e continuei falando com o outro rapaz q eu citei acima. ChatGPT Sonhei com um rapaz loiro de cabelos enrolados e olhos claros, aparentando estar na faixa dos seus vinte e poucos anos. Ele vestia calça jeans e um casaco de moletom cinza, e estava deitado em um belo jardim. No sonho, parecia que eu o conhecia de algum lugar, pois me lembro de perguntar seu nome. Ele sussurrava algumas coisas no meu ouvido, mas eu não conseguia entender completamente. Recordo-me dele dizendo "sou seu professor", seguido de nós dois rindo, enquanto eu admitia que sabia que dava trabalho. Depois disso, nos despedimos, e eu pedi para ele aparecer novamente, mesmo sabendo que nem sempre tinha permissão para isso. Ele sorriu e concordou em aparecer. De repente, ele se transformou em uma criança, mais morena, e eu mencionei a alguém que meu mentor espiritual era uma criança. Houve outro momento no sonho em que vi uma imagem de Zé Pilintra em uma subida perto da minha casa. A imagem estava em movimento, e fiquei muito contente, enviando-lhe um beijo antes de me voltar novamente para o outro rapaz que mencionei anteriormente.

Bom eu acabei de acordar, tive um

Bom eu acabei de acordar, tive um sonho do qual reencontrava a última menina que estava ficando e pensando em ter um relacionamento, então tivemos uma conversa e ela falou que deixou de ficar comigo por causa de uma mania minha que eu tenho e ela não gostou Um deles sendo "catar lixo na rua e levar pra casa" (estranho pq eu n faço isso na vida real E o outro era pq eu sou mão de vaca e não gasto muito dinheiro E após conversarmos um pouco decidimos voltar, conversa vai conversa vem ela me pede pra comprar um presente pra ela, que faltava pra completar o kit de jóias dela e eu falei que sim e que quando chegasse domingo ela e eu iríamos na Vivara comprar. Lembro também que aparecia 3 tablets na minha casa no sonho (não tenho nenhum tablet na vida real) e um deles meu pai havia jogado no lixo mas ele ainda estava ligado e funcionando ele estava na camera, e quando eu peguei ele ficava metade na câmera e metade na área de trabalho normal Dps disso eu acordei