Teu Sonho Logo

Sonhos Recentes contém voz

Menu botão

Os Sonhos Mais Vistos

Coleção De Sonhos - Busca Sonhos

Sonhos no banco de dados cadastrados para serem analisados ​​e interpretados - pesquise sonhos contendo os símbolos do seu sonho


Eu sonhei que estávamos eu e o

Eu sonhei que estávamos eu e o meu atual ficante conversando e detergente eu ouvi uma voz me chamar e fui seguindo a voz, porém voltei e quando voltei o meu ficante estava conversando com meu ex namorado e esse ex namorado me causou um certo trauma e foi uma das chaves que me levou a depressão. No sonho eu tive um ataque de pânico quando vi ele e acordei com a crise e soando forte.

Sonhei que estava pescando tinha várias trairas.Uma

Sonhei que estava pescando tinha várias trairas.Uma traira grande estava fisgada no anzol tinha outra mordida no meu dedão do pé mais eu não conseguia pedir ajuda pois minha voz não saia

Era noite e eu estava em lugar

Era noite e eu estava em lugar com muita gente, talvez um show. Nos trancamos em um banheiro. Dentro desse banheiro estava um cara, que chamarei de J, eu, e outras pessoas aleatórias. Fora do banheiro coisas estranhas aconteciam. É como se existissem vários zumbis, eles não tinham aparência monstruosa, eles tinham aparência das pessoas que estavam nesse show, elas apenas estavam agindo como zumbis. Havia uma discussão no banheiro pra saber quem iria sair, ir até um cômodo onde havia um cofre e pegar uma faca que estava lá dentro. A complicação disso era que se os zumbis vissem a pessoa se mexendo, eles atacariam. Quem saísse pra ir atrás da faca tinha que ficar brincando de estátua pra não ser pega pelos zumbis. J não queria sair. Por algum motivo, no meu sonho, eu inconscientemente sabia que o J tinha algo a ver com esses zumbis, não sei dizer se o sangue dele tinha o vírus que transformavam as pessoas em zumbis ou algo parecido. Alguém saiu do banheiro para missão mas foi atacado, e nós "acordamos". Sim, acordamos. Era como se todo mundo ali estivesse sonhando, uma grande sonho coletivo. Saindo pra rua percebemos que todas as outras pessoas tbm haviam acabado de sonhar, tinha muita gente confusa e com medo. Eu e o J nos desesperamos por que sabíamos que a noite todo esse evento iria se repetir. Então na mesma hora tomamos a decisão de comprar uma passagem de avião para sairmos do país e fugir dessa situação, aparentemente todo esse caos estava acontecendo apenas dentro desse país que estávamos, e no meu sonho parecia ser o Japão, embora não as pessoas no sonho não parecessem japonesas. Compramos, arrumamos nossas coisas, mas já estava quase anoitecendo. Corremos para pegar o avião a tempo, mas daí meu sonho corta para um cenário diferente. Eu e o J estávamos em uma estrada escura, rodeada de árvores, ainda com nossas mochilas nas costas, ouvimos um carro se aproximando e imediatamente nos escondemos entre as árvores. No carro estava alguns homens e um deles estava com arma, gritando dizendo que iria pegar o assassino, ele estava se referindo ao J (talvez por causa da ligação dele com os zumbis). O carro passou e nós voltamos pra estrada, mas minutos dps o carro estava voltando e nós fomos de novo para as árvores, mas os caras no carro perceberam o movimento e desconfiaram, nós começamos a correr freneticamente entre as árvores, os caras do carro seguindo a gente pela estrada. Daí surgiu uma voz grossa no meu sonho que dizia algo como "VAI", e eu acordei, bem assustada.

Eu sonhei que estava na cozinha e

Eu sonhei que estava na cozinha e na minha frente estava o muro e no céu eu vi mais de 4 luzes muito brilhante no céu que de repente fiquei de joelhos dando glória deus a elas e de repente quase ouvi uma voz que não era de humano como se parece que deus estava quase querendo falar comigo, então o que significa esse sonho pode interpretar para mim?

Encontro-me num lugar escuro. Não sinto medo,

Encontro-me num lugar escuro. Não sinto medo, dor, frio, nem calor. Não sei onde estou, não sei o que faço aqui. 10 metros a minha frente percebo meia dúzia de luzes brancas bailando no ar. Elas são pequenas uma delas pisca num ritmo quase a se apagar. De repente as luzes flutuam em minha direção. Aí meu Deus - o que que é isso?Coração acelera e o medo do desconhecido impulsiona-me a correr na direção contrária. Em meio a fulga, pergunto-me: o que são essas luzes? Porque estão me perseguindo? O que elas querem de mim? Ah, conceteza são alienígenas! Devo corre mais rápido para não ser capturado. Nessa angustiante busca por respostas, ouço uma voz de homem dizendo: As luzes querem algo seu. Pergunto, o que elas querem de mim? A resposta é dada por uma visão. Vejo minha camisa (estampa florida com pétalas azuis e vermelhas). Penso, "mas elas querem a camisa que mais gosto, sem contar que essa ganhei de presente do meu amor". Em meio a escuridão tiro a camisa do meu corpo e deixo-a para trás. Então, finalmente, avisto um barco encalhado que serviu-me de ponte para orla de uma cidade. Agora encontro-me na orla iluminada pelas luzes dos postes. Vejo, bancos de concretos, árvores. Também vejo pessoas, mas não atento ao rosto de nenhuma delas. Minha maior preocupação é saber se já não sou mais perseguido. Aliviado estou por não ver mais aquelas luzes, alienígenas, ou sei lá o que. Não demora muito para vir o susto. Nossa! Ainda estou vestido com a roupa que as luzes queriam de mim. Vejo que a roupa que deixei para trás foi uma camisa antiga (tonalidade rosada, com estampa florida e pétalas verdes). Essa camisa eu quase não uso. Receoso, tiro do meu corpo a camisa, cujo as luzes tanto almeijam. Peço para um garoto deixá-la pendurada próximo ao barco, afim das luzes encontrá-la.

SONHO – LUZES - NOITE Encontro-me num

SONHO – LUZES - NOITE Encontro-me num lugar escuro. Não sinto medo, dor, frio, nem calor. Não sei onde estou, não sei o que faço aqui. 10 metros a minha frente percebo meia dúzia de luzes brancas bailando no ar. Elas são pequenas uma delas pisca num ritmo quase a se apagar. INT. PERSEGUIÇÃO - NOITE De repente as luzes flutuam em minha direção. Aí meu Deus - o que que é isso?Coração acelera e o medo do desconhecido impulsiona-me a correr na direção contrária. Em meio a fulga, pergunto-me: o que são essas luzes? Porque estão me perseguindo? O que elas querem de mim? Ah, conceteza são alienígenas! Devo corre mais rápido para não ser capturado. INT. CONTATO DESCONHECIDO Nessa angustiante busca por respostas, ouço uma voz de homem dizendo: As luzes querem algo seu. Pergunto, o que elas querem de mim? A resposta é dada por uma visão. Vejo minha camisa (estampa florida com pétalas azuis e vermelhas). INT. CAMISA - NOITE Penso, "mas elas querem a camisa que mais gosto, sem contar que essa ganhei de presente do meu amor". Em meio a escuridão tiro a camisa do meu corpo e deixo-a para trás. Então, finalmente, avisto um barco encalhado que serviu-me de ponte para orla de uma cidade. INT. DO OUTRO LADO DA ESCURIDÃO Agora encontro-me na orla iluminada pelas luzes dos postes. Vejo, bancos de concretos, árvores. Também vejo pessoas, mas não atento ao rosto de nenhuma delas. Minha maior preocupação é saber se já não sou mais perseguido. Aliviado estou por não ver mais aquelas luzes, alienígenas, ou sei lá o que. INT. REVELAÇÕES - NOITE Não demora muito para vir o susto. Nossa! Ainda estou vestido com a roupa que as luzes queriam de mim. Vejo que a roupa que deixei para trás foi uma camisa antiga (tonalidade rosada, com estampa florida e pétalas verdes). Essa camisa eu quase não uso. Receoso, tiro do meu corpo a camisa, cujo as luzes tanto almeijam. Peço para um garoto deixá-la pendurada próximo ao barco, afim das luzes encontrá-la. FIM DO SONHO INT. QUARTO – NOITE Acordo sobressaltado, com medo e pensativo - só passado alguns instantes consigo abrir os olhos, levantar da cama, ligar a luz e perceber que estou na segurança do meu quarto.

Sonhei que a minha mae deixou a

Sonhei que a minha mae deixou a porta de casa aberta, viviamos num prédio e quando eu falei com ela nunca consegui ver o rosto dela, ela só murmurou algo em resposta. Fui fechar a porta reclamando que era perigoso fazer isso entretanto vejo um vulto de um homem, uma sombra, com uma voz quase em eco no prédio ele falou: "é mesmo muito perigoso deixar a porta aberta", esse vulto tava na porta e eu nao vi para onde ele desapareceu quando fechei a porta, fiz isso bem depressa com medo que ele me atacasse. Congelei nesse momento e como não vi para onde foi a sombra fiquei com medo que tivesse ficado dentro de casa. Fiquei pensando que o vulto era de alguém que vivia no edifício

Sonhei com o homem que amo me

Sonhei com o homem que amo me procurava, no entanto era numa cidade que morei parte da adolescência, ouvi a voz dele e saí ao portão e vi o carro dele estacionado, olhei a volta e ele estava falando com dois amigos da minha família e quando me viu veio até a mim com uma mala pequena nos ombros, porém uma pessoa pediu para ele levar alguém na estação rodoviária, eu disse que tudo bem e que o esperava me virei e já estava na minha atual cidade, subi as escadas para esperar por ele. Nesse momento acordei

Sonhei que estava cozinhando, um alimento caiu

Sonhei que estava cozinhando, um alimento caiu no chão,quando fui pegar algo me agarrou, me puxava tentei gritar pedindo ajuda, mas minha voz não saia,parecia que estava dentro de um sonho que estava dentro de outro sonho

Sonhei que estava dentro de uma quarto

Sonhei que estava dentro de uma quarto com minha irmã...do nada meu patrão manda conta dinheiro que sumiu , e ouço a voz do filho dele querendo me ajudar aí moedas cair e ele toca na minha mão suavimrnte e eu saiu do sonho