Teu Sonho Logo

Sonhos Recentes contém como se fosse Página 2

Menu botão

Os Sonhos Mais Vistos

Fugir

Fugir

Coleção De Sonhos - Busca Sonhos

Sonhos no banco de dados cadastrados para serem analisados ​​e interpretados - pesquise sonhos contendo os símbolos do seu sonho


Havia uma mulher e uma criança quando

Havia uma mulher e uma criança quando eu cheguei na porta vi a mulher segurando uma criança que estava com a boca em alguma coisa de uma pessoa, como se estivesse sugando algo ruim da pessoa. A criança se debatia e a mulher a segurava. Após ver essa cena comecei a puxar de dentro da minha boca fios de cabelo como se fosse um cordão. Quando olhei para meus pés tinha um monte de cabelos pretos saudáveis. Lembro que peguei com as mãos e me questionava a quantidade de cabelo. Acordei em seguida.

Havia uma mulher e uma criança quando

Havia uma mulher e uma criança quando eu chegava na porta vi a mulher segurando uma criança que estava com a boca em alguma coisa de uma pessoa, como se estivesse sugando algo ruim da pessoa. A criança se debatia e a mulher a segurava. Após ver essa cena comecei a puxar de dentro da minha boca várias fios de cabelo como se fosse um cordão, e quanto mas puxava mas vinha cabelo. Quando olhei para meus pés tinha um monte de cabelos pretos saudáveis. Lembro que peguei com as mãos e me questionava no sonho de onde vinha tanto cabelo. Acordei em seguida.

Começei sonha que tinha um cara me

Começei sonha que tinha um cara me olhando logo depois ele começou a me seguir como se fosse me sequestrar e eu corri corri e cheguei na casa da minha vizinha e ele foi embora

Sonhei com três galinhas pretas com o

Sonhei com três galinhas pretas com o pescoço cortado, uma delas se levantou e andava normalmente com o pescoço cortado, mas a cabeça no lugar, as outras caidas, não foi pesadelo, ei via aquilo normalmente como se fosse no meu quintal

Sonhei que estava num lugar onde as

Sonhei que estava num lugar onde as paredes eram de metal, parecendo uma nave ou algo do tipo. Tinham várias salas com camas e em cada uma delas tinha sombras pretas parecendo demônios,e na sala principal tinham milhares de camas como se fossem cápsulas com pessoas dentro. Aí eu fugi desse lugar e lá fora tinha um campo belo com várias pessoas, duas me me olharam torto e foram embora, percebi que nesse campo tinha um poste bem grande com uma águia presa no topo, pousada.

Sonhei que estava numa sala, onde tinha

Sonhei que estava numa sala, onde tinha uma TV antiga ligada, ela ficava perto de uma janela, em frente a TV tinha uma pessoa sentada em uma poltrona, mas não consigo identificar quem era essa pessoa, na parede de trás onde está a TV tem uma cobra enorme, nela tem vários bichos preguiça, tem bicho preguiça na boca da cobra, outro sendo sufocado e esmagado pelo abraço apertado da cobra, e outros bichos preguiça caindo da parede, eu estou a trás da poltrona simplesmente olhando a cena da cobra sendo cruel com os bichos preguiça, de repente olho pra janela percebo que está trovejando, as luzes no céu fica se alternando entre vermelho e azul claro, sinto um aperto no coração muito forte neste momento que olho para janela, como se fosse um presságio, como se algo estive pra acontecer.

Estavamos em uma praia ( eu, uma

Estavamos em uma praia ( eu, uma moça mais jovem, um senhor e uma senhora ), todos pareciam ser muito próximos a mim no sonho. A senhora entrou na beirada, e assim que entrou o mar começou a puxa-la violentamente, fiquei deseperada, tentando puxar de volta, mas sozinha não dei conta, e os outros dois correram, querendo somente sair dali. Como se eu tivesse tido um apagão, pulei direto para o funeral da senhora. Assim que o funeral acabou, começaram a mostrar filmagens e fotos daquele dia na praia, e como se eu estivesse revivendo, comecei a lembra de tudo o que houve, como se tivesse voltado na primeira parte. No momento em que a senhora foi puxada pelo mar, foi como se fosse em uma linha reta, e aquele espaço por onde ela era arrastada, foi ficando literalmente seco, porém, nas laterais a água continuava calma. Aquela água que era puxada com a senhora, formava uma onda imensa, que repentinamete começou a voltar novamente para a beirada, e nesse momento o mar ficava revolto. No momento em que a onda voltada, vimos um peixe enorme, que de longe era semelhante a um tubarão, vindo no meio da onda. Entramos em pânico e começamos a correr, e quando esse peixe e essa onda chegaram a a beira da praia, era como se o peixe estivesse morto, e nao era um tubarão, ele era maior, tinha olhos semelhante a de peixes comuns, um desenho de bolinhas em sua cabeça, euma pequena ponta em sua "testa", que se parecia com a ponta de um chifre pequeno. Em cima dele estava a senhora, ainda respirava, mas nao se mexia. Falei sobre salva-la, os dois preferiram ficar distantes, então sozinha eu fui tentar tirar ela de lá. Quando cheguei perto o peixe abriu o olho, me assutei, mas ele parecia ser inofencivo até então, só imenso, então insisti em tirar a senhora de lá. Assim que ele se deu conta de que havia alguém em cima dele, ele pulo com a frente de seu corpo, fazendo a senhora ser jogada para cima, e quando ele abriu a boca, era enorme, com dentes afiados e por toda sua boca, e em uma bocanhada, ele engoliu a senhora. Fui chamada e voltei para o velório, sentindo uma raiva enorme em mim, dos dois que estavam lá, por que não tentaram nada para salvar a senhora comigo, talvez se eu não estivesse sozinha, se eles tivessem ajudado, teriamos salvado ela. Falei então que iria embora, para um lugar onde não houvesse mar. Quando me dei conta eu estava vivendo em um tipo de vila, ou aldeia, nao sei dizer. Era um lugar bem simples, com estradas de terra casas próximas, e já tinha bastantes amigos. Quando três amgos bateram em minha porta, para irmos em algum lugar, e quando eu estava indo, lembrei de voltar e chamar uma amiga. Quando estava em frente a porta dela, notei uma cobra, marrom, com desenhos no corpo, no chão me incarando (tenho pavor de cobras) comecei a gritar pedindo socorro, e nesse momento, ao invés da cobra dar o bote no rapaz que estava mais próximo a ela e no chão, ela preferiu dar o bote em mim, que estava pendurada em uma arvore escorregando. Assim que ela deu o bote, e conseguiu me acertar, ouvi o rapaz falando que era para mim ficar calma, tentando tirar ela de mim, e eu começando a apagar. Assim que finalmente apaguei no sonho, eu acordei.

Uma mulher falando que iria entregar um

Uma mulher falando que iria entregar um travesseiro e um anel para e meu primo, para nos proteger, o travesseiro era laranja no verso tinha um pano bem costurado em forma de retângulo, ela limpava o travesseiro que estava meio sujo, parecia que era antigo. Logo ela guardou no teto, e me entregou um anel muito bonito, junto com apenas 1 brinco preto muito bonito também, só que os acessórios voavam pra ela como se fossem imãs, e eu dizia que eles não queriam ficar comigo, porém ela insistia que eu ficasse com eles, no sonho eu lembrava já ter visto esses acessórios. Teve um momento em que eu segurando esses objetos na mão direita, acabei perdendo o controle do meu corpo, eu tava de barriga deitada em um sofá, enquanto meu braço estava querendo ir em direção a moça que estava sentada no mesmo sofá, eu comecei me sentir presa pois meus dois braços estavam para trás, e eu questionei ela e ela pegou minha perna e passou um líquido e disse que me ajudaria a dormir e pegou uma tesoura grande pra furar minha perna, eu horrorizada levantei e logo a mulher sumiu e no sonho eu acordava pra ligar pra minha mãe pra avisar o sonho que tinha e pra ela jogar fora o brinco que estava na casa dela que era igual o do sonho,então minha tia chega com um pequeno jarro de flor com um semblante estranho e um pouco assustador, debochado.

Eu não consigo me lembrar muito bem

Eu não consigo me lembrar muito bem da ordem cronológica dos eventos do meu sonho, porém ele estava relacionado com uma escola que eu estudei por muito tempo e uma escola que eu iria estudar no começo do ano. Eu lembro de estar na escola que eu ia estudar e um dos meus melhores amigos estava lá também, nós estávamos tendo aula mesmo durante a pandemia, todos sem máscara, só que todo mundo ficavam em gaiolas muito apertadas que as vezes comportavam mais de uma pessoa e, essas gaiolas ficavam muito próximas umas das outras. Também lembro que o país estava numa crise muito pior e minha mãe ia vender pilha derretida pra sair do país, porém eu joguei água na pilha derretida sem querer e fiquei tentando recuperar. Outra coisa que eu me lembro é que ia ter jogos internos na escola que eu estudei e nós estávamos vendendo doces para que pudesse acontecer, já que a escola não podia financiar por causa da crise, aí eu fui vender uma bala, só que eu me distraí e comi a bala sem querer, então eu fui na minha sala pra pegar outra, porém havia duas gurias que ficavam dançando na escada pra distrair as pessoas e deixar elas confusas, então eu apenas passei por elas como se eu não me importasse e subi a escada, mas na hora que eu virei o corredor eu quase caí de quatro andares e as meninas começaram a rir de mim. Depois disso eu só meu lembro de estar em um filme como se fosse um filme das Barbie qualquer, porém cheio de palavrões. E o sonho também ficava dando pausas muito reais em que eu começava a sonhar que acordava na minha cama, pegava meu celular e começava a falar um monte de besteiras por mensagem no meu grupo de amigos.

Eu recebia a notícia da morte de

Eu recebia a notícia da morte de uma menina que eu estudei, dai a Melissa mandava mensagem pra mim e eu ficava chocada que ela tinha morrido daquele jeito indo pra mosqueiro e uma ponte de madeira em cima de um rio tinha quebrado bem na hora que o carro dela tava passando por lá e eu não sei como mas eu sei exatamente a hora q o carro dela caiu como se eu tivesse dentro do carro mas eu não tava só tenho essa imagem na cabeça dai na hora q o carro cai ela é atacada por duas cobras gigantes mas a causa da morte dela foi acidente, as cobras estavam no rio como se fossem coladas