Teu Sonho Logo

Sonhos Recentes contém dado

Menu botão

Os Sonhos Mais Vistos

Fugir

Fugir

Coleção De Sonhos - Busca Sonhos

Sonhos no banco de dados cadastrados para serem analisados ​​e interpretados - pesquise sonhos contendo os símbolos do seu sonho


Sonhei que estava no aniversário da minha

Sonhei que estava no aniversário da minha filhinha (que não tenho) ela não chorava e estava sempre rindo, em um momento fui discutir com um homem na festa sobre a luz ou algo assim e acabamos nos beijando logo voltei e peguei minha filha. Houve um momento que alguém a beliscou e ela nem chorou e tbm um momento onde alguns convidados, pessoas da minha família discutiam entre si. E parecia que minha filha ficava cada vez menor e em um momento parecia um filhote de gato sem pelos ai acordei

Estavamos em uma praia ( eu, uma

Estavamos em uma praia ( eu, uma moça mais jovem, um senhor e uma senhora ), todos pareciam ser muito próximos a mim no sonho. A senhora entrou na beirada, e assim que entrou o mar começou a puxa-la violentamente, fiquei deseperada, tentando puxar de volta, mas sozinha não dei conta, e os outros dois correram, querendo somente sair dali. Como se eu tivesse tido um apagão, pulei direto para o funeral da senhora. Assim que o funeral acabou, começaram a mostrar filmagens e fotos daquele dia na praia, e como se eu estivesse revivendo, comecei a lembra de tudo o que houve, como se tivesse voltado na primeira parte. No momento em que a senhora foi puxada pelo mar, foi como se fosse em uma linha reta, e aquele espaço por onde ela era arrastada, foi ficando literalmente seco, porém, nas laterais a água continuava calma. Aquela água que era puxada com a senhora, formava uma onda imensa, que repentinamete começou a voltar novamente para a beirada, e nesse momento o mar ficava revolto. No momento em que a onda voltada, vimos um peixe enorme, que de longe era semelhante a um tubarão, vindo no meio da onda. Entramos em pânico e começamos a correr, e quando esse peixe e essa onda chegaram a a beira da praia, era como se o peixe estivesse morto, e nao era um tubarão, ele era maior, tinha olhos semelhante a de peixes comuns, um desenho de bolinhas em sua cabeça, euma pequena ponta em sua "testa", que se parecia com a ponta de um chifre pequeno. Em cima dele estava a senhora, ainda respirava, mas nao se mexia. Falei sobre salva-la, os dois preferiram ficar distantes, então sozinha eu fui tentar tirar ela de lá. Quando cheguei perto o peixe abriu o olho, me assutei, mas ele parecia ser inofencivo até então, só imenso, então insisti em tirar a senhora de lá. Assim que ele se deu conta de que havia alguém em cima dele, ele pulo com a frente de seu corpo, fazendo a senhora ser jogada para cima, e quando ele abriu a boca, era enorme, com dentes afiados e por toda sua boca, e em uma bocanhada, ele engoliu a senhora. Fui chamada e voltei para o velório, sentindo uma raiva enorme em mim, dos dois que estavam lá, por que não tentaram nada para salvar a senhora comigo, talvez se eu não estivesse sozinha, se eles tivessem ajudado, teriamos salvado ela. Falei então que iria embora, para um lugar onde não houvesse mar. Quando me dei conta eu estava vivendo em um tipo de vila, ou aldeia, nao sei dizer. Era um lugar bem simples, com estradas de terra casas próximas, e já tinha bastantes amigos. Quando três amgos bateram em minha porta, para irmos em algum lugar, e quando eu estava indo, lembrei de voltar e chamar uma amiga. Quando estava em frente a porta dela, notei uma cobra, marrom, com desenhos no corpo, no chão me incarando (tenho pavor de cobras) comecei a gritar pedindo socorro, e nesse momento, ao invés da cobra dar o bote no rapaz que estava mais próximo a ela e no chão, ela preferiu dar o bote em mim, que estava pendurada em uma arvore escorregando. Assim que ela deu o bote, e conseguiu me acertar, ouvi o rapaz falando que era para mim ficar calma, tentando tirar ela de mim, e eu começando a apagar. Assim que finalmente apaguei no sonho, eu acordei.

Sonhei que estava no banheiro da casa

Sonhei que estava no banheiro da casa da minha mãe em frente ao espelho e vi todos os dentes da parte de cima da boca moles e sangrando, eu cuspi sangue, depois todos caíram juntos nas minhas mãos, nao um por um mais todos grudados. Então eu consegui coloca Los de novo na boca mais ficaram soltos e chamei minha mãe para ver e me ajudar. No momento que caiu eu senti a dor deles caindo.

Eu sonhei indo a uma entrevista de

Eu sonhei indo a uma entrevista de emprego numa empresa enorme, a empresa era toda azul. A moça que me contratou, disse que tinha que me levar a um lugar e eu acompanhei-a. A gente descia uma ladeira em terra, passava por trechos cercados por varas, muito estreito. A gente andou e muito e foi escurecendo, em um dado momento do sonho, eu estava em um corredor estreito e escutei quando alguém gritava:corre. E eu saí correndo, no final desse corredor, eu encontrava umas primas que estavam provando sandálias e elas me mostravam essas sandálias. Uma que eu gostei muito era branca e rosa com desenhos de borboletas. Eu saí do lugar querendo encontrar a menina que havia me levado, mas não sabia onde estava. Perdida, encontrei um casal que me perguntou o que havia acontecido e eu contava tudo. Eles me falavam que eu havia entrado no meio dos ciganos e que não era seguro estar lá. A mulher me chamava para ir a casa dela e de lá eu telefonaria para a empresa ou para a moça.

Estou em uma viajem de ônibus pra

Estou em uma viajem de ônibus pra um lugar distante que se passa por umas florestas, eu desço sozinha do ônibus e começo a caminhar em um lugar totalmente deserto, avisto uma casa distante e a partir dos meus passos encontro com a casa o lugar começa a aparecer água, o chão fica coberto de água até chegar em meus joelhos, chego na casa e adrentro é simples e logo saio pela porta dos fundos avistando um bosque paradisíaco. cada vez que tenho esse sonho a casa tem mudado tem ficado bonita, uma vez vi um poço com pássaros dentro, nunca mais o vi e toda vez que tenho esse sonho eu procuro aquele poço que sumiu.

Sempre em um determinado tempo do ano

Sempre em um determinado tempo do ano em minha vida tenho um sonho que sempre se repete. O sonho começa o seguinte: aparentemente estou em uma viajem de ônibus pra um lugar distante que se passa por umas florestas, eu desço sozinha do ônibus e começo a caminhar em um lugar totalmente deserto, avisto uma casa distante e a partir dos meus passos em encontro com a casa o lugar começa a aparecer água, o chão fica coberto de água até chegar em meus joelhos, chego na casa e adrentro a acasa é simples e logo saio pela porta dos fundos avisando um bosque paradisíaco. O que me chama atenção é que cada vez que tenho esse sonho a casa tem mudado tem ficado bonita, uma vez vi um poço com pássaros dentro, nunca mais o vi e toda vez que tenho esse sonho eu procuro aquele poço que sumiu.

Sonhei que eu estava na casa dos

Sonhei que eu estava na casa dos meus avós quando chega um rapaz mais ou menos da minha idade,eu não lembro do rosto mas o sorriso era extremamente lindo e ele me trazia muita paz,nós vamos para o quarto dos meus avós então começamos a nós beijar e as coisas esquentam um pouco.quendo ouvimos que alguém se aproxima ele põe a roupa e eu me arrumo conversamos de maneira muito descontraída e gostosa,ele pede pra mim adicioná-lo no meu Instagram mas eu nego com uma piada, então vamos para a sala(sempre conversando,apesar de não lembrar dos diálogos era uma conversa gostosa como se eu o conhece) eu o abraço por traz r vejo o nome dele no telefone e penso em pesquisa-lo no Facebook,ele faz uma piada como: -nao tem o que fuchicar não vai achar nem uma garota. Então nós levantamos nós despedimos,ele pede pra mim tomar cuidado com meu atual namorado e diz até a proxima. Então eu acordo

Encontro-me num espaço com decoração antiga, século

Encontro-me num espaço com decoração antiga, século XVIII ou XIX, em tons de vermelho com decoração em tons de amarelo dourado. Não conheço o espaço. Está divisão dá para outra, estão divididas por um arco que vão das paredes ao teto. Não vejo porta. Estou com alguém mas só oiço a voz que me diz:Aqui vão estar as pessoas que querem falar-te para te ajudar. E mostra-me a outra sala para lá da divisão em arco.. Tem 3 pudesse almofadados, tipo sofá, redondos e amarelo torrado. E a voz da pessoa que me acompanha mas não vejo diz: são o teu pai, o teu avô e uma amiga tua. Indicou-me os sofás de cada um, ainda vazios. Dispostos em meia lua, à esquerda o meu avô, no meio mais atrás o meu pai, e do lado direito a minha amiga. Estou intrigada, não pelo meu pai e avô que já tinham falecido mas sim pela minha amiga?? Estava ansiosa por recebe-lose saber também quem é esta terceira amiga. Acordei!