Teu Sonho Logo

Sonhos Recentes contém lugar

Menu botão

Os Sonhos Mais Vistos

Coleção De Sonhos - Busca Sonhos

Sonhos no banco de dados cadastrados para serem analisados ​​e interpretados - pesquise sonhos contendo os símbolos do seu sonho


Sonhei que eu encontrava o corpo de

Sonhei que eu encontrava o corpo de um homem que tinha os cabelos um pouco grande e se não me engano tinha barba também era um homem aparentemente descuidado, o lugar parecia o quintal da minha casa, eu pegava ele nos braços sentada no chão e ficava apavorava, sem saber oque fazer. Não sei dizer se no sonho ele estava morto ou não ou se estava só desacordado ele tava um pouco machucado na barriga. Ai a única solução que eu encontro é ajeitar e cuidar do corpo dele da melhor forma possível e colocar num cômodo que parecia ser um banheiro no fundo do meu quintal, ate que fossem buscar ele. Ai depois não sei se no mesmo dia eu me vejo sentada com a minha mãe numa mesa e a gente conversando sobre um tio meu mt querido que também é meu padrinho, que ele tinha sido atropelado, e nao estava nada bem. Falando que eu tinha cuidado do corpo dele e que estavam só esperando socorrer ele para tentar reverter a situação. Dando a entender que aquele corpo que eu tinha achado e não conhecia era dele, mesmo a aparência não sendo nada haver com a dele era ele. E tinham tipo a esperança dele “ressuscitar” mesmo ele aparentemente ja estando morto.

Sonhei que eu entrava em um ambiente

Sonhei que eu entrava em um ambiente onde estava tendo uma defumação, e eu estava esperando a minha vez para ser atendida pelo pai de santo, ao sair daquele lugar estava na cozinha da casa da minha avó, cozinhando uma sopa onde apareceu uma mulher que eu identificava como Iemanjá dizendo que eu estava fazendo uma oferenda para Ogum, em seguida de dentro da panela saiu uma cobra que era preta e quando ela subia para parede era um amarelo mas tinha a cara quadrada com dois olhos em cima e dois olhos embaixo e ria para mim, e a mulher que era Iemanjá dizia que eu tinha a espada de Ogum aí eu acordei.

Esta noite eu sonhei que pegava uma

Esta noite eu sonhei que pegava uma cobra para me. ela ficava debaixo da minha cama, eu conseguir perceber que ela tinha colocado filhos" que parecia filhotes de sapos". eu conversava com minha mãe sobre ter que tirar quela cobra de lá, pois eu estava com medo de comer meu irmão, que estava do lado da cobra. eu pegava a cobra e colocava dentro de uma sacola, ela ficou na cor roxa" aa cobra sempre parecia está dormindo, ou muito lerda, em nenhum momento a cobra tentou me atacar" logo ela mudava de formato, ficava parecido um polvo do mar e começava atentar sair de dentro da sacola, agarando meus braços com os tentáculos. eu deixava ela cobra em um lugar que eu conheço, esse lugar também ficava na cor da cobra " ela já tinha voltado para seu formato de cobra". no final eu sai daquele lugar e uma tia minha aparecia com os olhos roxos, e fala assim para mim' obrigado por ter me apresentado ela" se referindo a cobra

Tudo começou na escola. Era um dia

Tudo começou na escola. Era um dia de aula comum e eu seguia pelos corredores. Não lembro exatamente porquê, mas o lugar todo estava um drama. Não estava envolvida em nenhuma das histórias, até inevitavelmente ser arrastada pra uma delas. Enquanto ajudava uma amiga (ela não era exatamente alguém real, e também não lembro o seu nome agora) a procurar a namorada, entrei no banheiro. Talvez para respirar, sei lá, não importa, quando cheguei eu encontrei a namorada dela: traindo ela com uma amiga na pia. Só lembro de sentir nojo. Além delas não terem sido nada discretas as vadias ainda eram anti-higiênicas! Daí pra frente, o sonho mudou. Meu outro colega, Pedro Henrique (Interessante ele estar aqui nesse sonho, nem gosto dele), acaba descobrindo também. Como o fofoqueiro que ele é, não demora pra escola toda ficar sabendo depois. Nisso caminhamos para mudança: tentei sair dali o mais rápido que fosse pra escapar dos burburinhos, apesar de não ser sobre mim era sobre alguém em que conhecia e era próxima. A escola me deixava desconfortável e o ambiente começou a mudar. As escadas se tornaram mais largas, mas eu sabia que não eram confiáveis para meu acesso; uma multidão de alunos começou a sair e, claro, Pedro Henrique estava atrás de mim me chamando. Não sei para o que exatamente, porque a multidão me pegou. Quase me afoguei neles como se tivesse levado um caldo do mar, então, ao me apressar mas consegui chegar intacta.

Tudo começou na escola. Era um dia

Tudo começou na escola. Era um dia de aula comum e eu seguia pelos corredores. Não lembro exatamente porquê, mas o lugar todo estava um drama. Não estava envolvida em nenhuma das histórias, até inevitavelmente ser arrastada pra uma delas. Enquanto ajudava uma amiga (ela não era exatamente alguém real, e também não lembro o seu nome agora) a procurar a namorada, entrei no banheiro. Talvez para respirar, sei lá, não importa, quando cheguei eu encontrei a namorada dela: traindo ela com uma amiga na pia. Só lembro de sentir nojo. Além delas não terem sido nada discretas as vadias ainda eram anti-higiênicas! Daí pra frente, o sonho mudou. Meu outro colega, Pedro Henrique (Interessante ele estar aqui nesse sonho, nem gosto dele), acaba descobrindo também. Como o fofoqueiro que ele é, não demora pra escola toda ficar sabendo depois. Nisso caminhamos para mudança: tentei sair dali o mais rápido que fosse pra escapar dos burburinhos, apesar de não ser sobre mim era sobre alguém em que conhecia e era próxima. A escola me deixava desconfortável e o ambiente começou a mudar. As escadas se tornaram mais largas, mas eu sabia que não eram confiáveis para meu acesso; uma multidão de alunos começou a sair e, claro, Pedro Henrique estava atrás de mim me chamando. Não sei para o que exatamente, porque a multidão me pegou. Quase me afoguei neles como se tivesse levado um caldo do mar, então, ao me apressar

Sonhei que estava em uma cidade que

Sonhei que estava em uma cidade que já morei a anos atrás, e estava mostrando ela a uma amiga, de repente estava a noite e as pessoas correndo, tinha um elefante pequeno, ele era meio diferente de um ele elefante comun, e tinha outro animal estranho, era meio cachorro e meio porco e esse corria pra atacar as pessoas. Todo mundo correu e nos ficamos, ele veio em minha direção e se bateu em minhas pernas, eu comecei a cantar e esses animais dormiram, chegou um rapaz de moto, eu pedi ajuda e ele negou, depois ele voltou e disse que não conseguia ir sem nos ajudar, ele ligou a moto enquanto eu cantava pra o animal dormir, eu subir na garupa e fugimos, durante o percurso ele alisava a minha mão, e colocava ela na cintura dele pra eu segurar, eu me sentir bem e com confiança( eu não sei quem era o rapaz da moto) depois ele me deixava em uma antiga republica que morei, encontrava minha amiga e saimos atrás de um rock(festa que se fala la)entramos eem uma casa estranha de andares, tinha muita gente, mas não era festa, eu cruzava com o rapaaz da moto,tento falar com ele e ele fingi que não me conhece.então vou percorrendo a casa ate que subo a uma sala estranha, decorada de halloween e cheia de coisas estranhas, um corpo no chão. Logo chamo manhã amiga e descemos para sala, no caminho encontro pessoas familiares, outra amiga, uma prima. E nessa sala começam a falar de rituais espirituais e eu sinto muito medo, sento em uma escada para não ver, mas consigo escutar e sindo medo e ansiedade. Em seguida eu digo, a mulher está andando no corredor do meu lado, eu escuto os passos dela indo e vindo. De repente ela vem em minha direção, como se alguem estivesse tomando o corpo dela, ela me olha com raiva e tenta vim em minha direção, ass pessoas que estavam ao redor não deixam q ela chegue ate mim, ela me passar um recado, de que preciso me livrar das amarras que fizeram para mim. Eu vou embora com minha amiga,descemos a escada,ao chegar na rua minha prima me espera com um carro, vou eu e duas amigas, eu abro a porta da frente pra entrar, quando minhas amigas vão a abrir a porta do fundo, eu vejo um cadeado no lugar e ele esta trançado, eu dou risada e falo com minha prima, um cadeado fechando a porta do carro. E ela diz, nao e meu, saímos e começamos subir uma ladeira que da a minha antiga faculdade,so que tinha gelo na ladeira, mas subimos tranquila, chegando lá a faculdade vazia, eu apresentava a elas, porém fora tinha muitas pessoas. Eu queria encontrar as pessoas que conheci quando morei la, mas todas as pessoas eram desconhecidas

Eu sonhei cimportante um peixe enorme quantidade

Eu sonhei cimportante um peixe enorme quantidade a gente andava por cima dele e que eu tavá com uma roupa estranha e mais dois rapazes e a gente corria por cima desse peixe até chegar em um barco mais depois o barco sumiu e a gente tava em terra firme e cada um foi para um lugar e eu encontrei umas pessoas conhecidas mais ela não me conhecia

Sonhei que estava em uma praia, estava

Sonhei que estava em uma praia, estava tendo uma festa lá e minha família estava junto, e então minha mãe pede uma comida, e ao ver que a comida estava demorando, ela me pede pra ir ver quanto tem a mais vai demorar, chegando lá a comida já estava pronta em cima da bancada, mas ratos subiram nela, e então começou surgir alguns ratos, e então todo lugar da praia tinha um

Sonhei com um lugar escuro,no meio dele

Sonhei com um lugar escuro,no meio dele havia um alta com uma bíblia aberta sobre ela uma luz que iluminava apenas ela,quando mim aproximei para pela sobre ela apareceu uma cobra que mim ipidia de pega na bíblia

Sonhei que estava indo trabalhar porém errei

Sonhei que estava indo trabalhar porém errei o ônibus e desci em um bairro de frente com um parque que não existem e eu tentei voltar porém os ônibus só iam para esse lugar não voltavam